FRASES POSTADAS NO TWITTER 61.

avivamento

Em todos os avivamentos haverá arrependimento porque O Espírito Santo desnuda a situação da Igreja e reascende a chama do primeiro amor. 19\03\2017

Se você reconhece que está aquém do que Deus gostaria e que precisa de uma renovação você já deu o primeiro passo em direção ao avivamento. 20\03\2017

A arrogância como projeto base de um projeto de vida é maligna porque não dá glória a Deus, mas dá glória a si mesmo. 27\03\2017

Quando se está sofrendo admitir para Deus que está doendo é um passo para a cura. Não devemos recalcar, ficar sofrendo calado. Deus é nosso amigo. 05\04\2017

Entender que a criação manifesta a Glória de Deus e que o homem recebeu a posição honrosa de administrador leva-nos ao louvor e a adoração. 08\04\2017

Crer em Jesus não é crer ou viver de forma superficial. Crer em Jesus é mergulhar de cabeça. Deus não deseja nada menos do que tudo para Cristo. 10\04\2017

Perdão é uma atitude que desprende as emoções das situações. Não é que as lembranças deixarão de existir, mas não se terá o mesmo sentimento. 12\04\2017

Deus certamente “balançará” a vida do ortodoxo não praticante. Para que desperte da sua incoerência e venha viver uma vida mais condizente. 18\04\2017

Ao se deparar com pessoas fechadas, que parecem estar obtusas para o Evangelho lembre-se que para os homens é impossível, mas não para Deus. 19\04\2017

Temor a Deus, sim e sempre. Mas medo, não. O perfeito amor lança fora o medo. Quando a Bíblia fala em temor e tremor está falando de respeito. 20\04\2017

(O autor das frases é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

A ESCOLA DO SABER DE DEUS.

ebd1

Ser como Cristo, praticando a Bíblia, é o grande desafio. Viver uma vida íntegra, a partir das Escrituras Sagradas, só irá acontecer quando priorizarmos o estudo da Palavra de Deus. É fundamental a conscientização da real importância da Escola Bíblica Dominical para o crescimento espiritual de todos, sejam recém convertidos ou aqueles que cresceram dentro de uma igreja. É na EBD que se criam líderes e se prepara para a vida em comunidade. Mas o objetivo maior, que é entender a vontade de Deus e seus mandamentos, só será alcançado quando os professores compreenderem a necessidade espiritual de seus alunos.

Conhecer algum membro que só vai para igreja assistir a celebração é fácil, infelizmente. O resultado da ausência na EBD ou da falta de Escolas Bíblicas fortes, são cristãos despreparados que cometem erros sobre coisas simples e primordiais ensinadas por Deus de forma clara na Bíblia. É na EBD que toda a igreja tem a possibilidade de desenvolver seu conhecimento bíblico, ter voz ativa para discutir cada versículo bíblico, usar todas as ferramentas necessárias e disponíveis para o melhor aprendizado da Palavra e discutir as linhas de pensamentos e traduções. A EBD é tão importante dentro da comunidade cristã, quanto o louvor e a mensagem do pastor. É na EBD que qualquer pessoa tem a liberdade de interromper para perguntar o que não foi compreendido, ou apresentar uma segunda opinião. A EBD é o primeiro passo para o crescimento espiritual de todo um conjunto, nesse caso, a igreja.

O desafio de qualquer ser humano é deixar seus erros e seguir uma vida íntegra, viver uma constância diante de tudo o que lhe é ensinado. Mas é justamente por isso que a EBD não tem um fim, como a escola, a faculdade, a pós graduação. A Escola Bíblica é feita durante toda uma vida, porque a Palavra é viva e sempre traz uma nova visão pela fé. Isso também, porque qualquer servo do Senhor convive com a sua natureza humana e precisa saber como lidar com as crises durante a vida. Como o apóstolo Paulo descreveu: “Pois não faço o bem que quero, mas justamente o mal que não quero fazer é que eu faço. Mas, se faço o que não quero, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz” (Romanos 7.19-20).

Se você deseja ser sábio e ter uma vida íntegra, mas olha para a Escola Bíblica como mais um evento da igreja, entenda que ela é a escola do saber de Deus. Uma escola que está preocupada com quem você foi, com o que você é e com o que você será.

Discuta, participe, compartilhe os pensamentos de Deus através desta escola.

(Fonte: Convenção Batista Brasileira)

 

 

CORAÇÃO REGENERADO.

Novo-Coração

Muitos quando se aproximam da mensagem do Evangelho depositam sua fé na Igreja,e aproximam do cristianismo depositam sua fé na vida social que a mesma proporciona, no pastor etc. Mas quando o problema chega, abandonam a fé. É como um terreno com uma camada fina de pedras, com cascalhos por baixo. É um coração superficial, que recebe com o entusiasmo a palavra, mas murcha, quando vem o sol da angústia, da perseguição, e abandona as fileiras. É um coração sem raízes profundas. No primeiro momento não dá para perceber isto porque a pessoa manifesta um entusiasmo e uma vontade de fazer tudo ao mesmo tempo, que parece uma fé real, mas não persevera.

Por situações semelhantes a esta, pessoas tendem acreditar que a salvação se perde depois de ter acontecido a regeneração. Porém, a parábola do semeador contada por Jesus deixou bem claro que estas pessoas na verdade não se converteram. A Palavra de Deus tem o poder de mostrar o que não se vê pela aparência. Pessoas que parecem ter gás total acabam mostrando que o que tinha era um entusiasmo passageiro.

O coração de quem se converte enraíza-se no Senhor. Portanto, persevera. Tal pessoa tem segurança. O maior dos milagres aconteceu, que é o novo nascimento. A pessoa recebeu um novo coração, uma nova natureza e foi liberta da escravidão do pecado. Agora o pecado é eventual. Não se vive mais na prática habitual dele.

O coração regenerado é frutífero. Mostra a fé que se tem. Tiago asseverou que a fé sem obras é morta. Havendo tempo hábil o crente que nasceu de novo mostrará que sua fé e genuína. Não escrevo que não possa apresentar dificuldades, pois perfeição só na glorificação, mas a fé verdadeira se visibiliza. Abraão creu e isto foi imputado como justiça. Abraão passou por provas e perseverou mostrando que sua fé era real.

Ao recebermos Jesus o amor de Deus foi derramado em nosso coração com a presença do Espírito Santo. Assim o nascido de novo que tem uma capacidade natural de amar recebe o amor de Deus como fruto que dá uma capacidade além da natural de amar. Um amor que se torna a marca identificadora no caráter do crente que é nascido de novo.

Uma nova natureza, uma nova estrutura recebe o nascido de novo que é tão diferente daquela que tem o superficial. O superficial é comandado pela alma, pela concupiscência, mas o nascido de novo é dirigido pelo Espírito de Deus que habita nele influenciado a alma e a mordomia do corpo. De maneira nenhuma as características do nascido de novo são sustentadas por ele mesmo. É obra de Deus. É milagre do Senhor. É obra do Espírito Santo. Não é mérito pessoal.  Quando Jesus foi crucificado e ressuscitou conquistou a vitória sobre satanás e sobre a opressão do domínio do pecado. Quem crer nEle recebe a libertação, a salvação e deixa de ser escravo do pecado e recebe a vida eterna.

O sinal que houve a libertação é o arrependimento. A tristeza segundo Deus, a confissão de pecados, o abandono deles e a nova conduta mostram realmente que houve uma mudança, mostra que é um novo coração. Com diz o ditado: o traje não faz o monge. Não adianta algo aparente, somente exterior, um entusiasmo sem raízes, é preciso mesmo que tenha ocorrido uma mudança, e o verdadeiro arrependimento demonstra isto.

Este novo coração é uma necessidade universal. O homem já nasce pecador e inclinado ao pecado. Davi quando teve esta consciência pediu ao Senhor um coração puro e um espírito inabalável, ou seja, um coração regenerado. O Espírito Santo é que faz esta obra. Abra seu coração para Jesus e Ele te dará pelo Espírito Santo um coração purificado que terá uma disposição de obedecer a Deus e fazer a Sua vontade.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

FRASES POSTADAS NO TWITTER 60.

download

21 Jan – Se estamos no Reino de Deus renunciamos os nossos desejos pecaminosos para que desfrutemos do Reino e outros vejam o Governo de Deus em nós.

22 de Jan – Quando um crente deixa de se comprometer com a obra de evangelização deixa de realizar aquilo que mais toca no coração de Deus.

23 de Jan – O Cristianismo não fala sobre o amor Divino como algo que faça parte de um discurso, mas como algo que é essência da fé cristã.

24 de Jan- Sejamos gratos por nossos corações que experimentaram o Novo Nascimento nos dando a disposição de obedecer ao Senhor.

25 de Jan – A Bíblia deve ser lida todos os dias e isto tem ênfase nas igrejas. Mas, é importante observar que a Palavra de Deus deve ser também ouvida.

26 de Jan – A cultura do descartável não está só nos objetos. O pragmatismo é um vício nas relações. Somos interesseiros e descartamos pessoas facilmente.

27 de Jan – Nem só de pão vive o homem, mas o alimento que veio de Deus, Jesus, este supre a sede essencial que é a de Deus.

28 de Jan – Não podemos apoiar aos outros sentido-nos acima deles, e nem se comparando, julgando o outro abaixo de você por estar enfrentando isso.

29 de Jan – A vida que o Jesus nos dá é mais do que a sobrevivência. É vida guiada. É vida protegida. É vida alimentada. É vida doada por Ele. É vida abundante.

30 de Jan – Líderes apontaram caminhos, defenderam ideologias, apresentaram soluções, mas diferentemente de todos Jesus disse que Ele próprio é o caminho.

 

(O autor das frases é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

ESCOLA DOMINICAL PARA ATEUS.

ateismo

 

Por Renato Vargens – DF 95

 

Temos pregado em inúmeras igrejas das mais variadas denominações em boa parte deste país. Em cada comunidade, temos procurado conversar com os pastores a respeito da EBD e, para nossa surpresa, muitos têm compartilhado a ideia de que Escola Bíblica Dominical encontra-se em declínio em muitas igrejas locais.


Segundo esses pastores, a razão para o esvaziamento da EBD se deve à dificuldade dos membros assistentes em organizar sua agenda e tempo, o que, evidentemente, corrobora para o esvaziamento de suas classes dominicais.


Contrapondo-se aos cristãos brasileiros, pais ateus, com uma ótica diferente da vida, têm levado, aos domingos pela manhã, seus filhos a escolas humanistas, cujo objetivo é ensiná-los a não existência de Deus. É exatamente isso que a revista Time publicou. O texto, parafraseamos a seguir:


“Pais não cristãos têm entendido a importância de levarem seus filhos a centros humanistas onde possam aprender como refutar os argumentos religiosos dos cristãos. De acordo com o Instituto para Estudos Humanistas, 14% dos americanos professam não terem qualquer religião, e, entre a faixa etária de 18 a 25 anos, a proporção sobe para 20%. A vida dessas pessoas seria muito mais fácil do que a dos ateus adultos se eles aprendessem, desde cedo, como responder à maioria dos cristãos nos EUA”.“É importante as crianças não parecerem estranhas”, diz Peter Bishop, que conduz a classe de adolescentes no centro humanista em Palo Alto. 


Outros dizem que a instrução semanal apoia a posição de que é natural não acreditar em Deus e lhes dá um lugar para reforçar a moralidade e os valores que eles querem que suas crianças tenham.


O programa pioneiro em Palo Alto começou há três anos e comunidades em várias regiões do país planejam começar trabalhos semelhantes nos próximos anos. O movimento crescente de instituições para crianças de famílias de ateus também inclui acampamentos de verão em cinco Estados e a Academia Carl Sagan, na Flórida, a primeira escola pública humanista do país que abriu com 55 crianças no outono de 2005. Bri Kneisley, que enviou o filho Damian, de dez anos, para acampar em Ohio, dá as boas-vindas ao senso de comunidade que essas novas escolas lhe oferecem: ele é uma criança de pais ateus, e ele não é o único no mundo.


Kneisley, 26 anos, uma estudante da universidade de Missouri, diz que percebeu que Damian precisava aprender sobre secularidade depois que um vizinho lhe mostrou a Bíblia. Damian era bastante convicto quando esse sujeito lhe contou esta surpreendente verdade que eu nunca tinha compartilhado com ele. O acampamento ateísta ensinou para Damian a “pensar criticamente” contra as religiões mundiais por meio da literatura de livres-pensadores (um termo que engloba ateus, agnósticos e outros racionalistas). 
O Programa Palo Alto Family usa música, arte e discussão para encorajar a expressão pessoal, a curiosidade intelectual e a colaboração. Em um domingo de outono, pode-se encontrar até uma dúzia de crianças de até seis anos de idade, e vários pais que tocam instrumentos de percussão e cantam hinos como Ten little indians (cuja tradução, seria: “Os dez pequenos indiozinhos”), em vez de canções como Jesus me ama. No lugar de ouvirem uma história da Bíblia, a classe ouve parábolas seculares.


No corredor da cozinha do acampamento, as crianças mais velhas se concentram em uma conversação socrática com o líder Bishop, que tentou conseguir que eles vissem como as pessoas são coagidas a renunciar as convicções delas e como poderiam não mudar suas mentes de fato, antes, poderiam reagir. Uma lição importante para jovens ateus que podem sentir pressão ao confessarem que acreditam em Deus.


Os pais ateus apreciam esse ambiente. Kitty, uma ateia que não quis revelar o último nome para proteger a privacidade das crianças dela, traz sua filha à classe de Bishop toda semana. Depois que Jonathan, treze anos, e Hana, onze, nasceram, Kitty diz que ela se sentia socialmente isolada e até mesmo pensou em experimentar levá-los à igreja, mas eles estão tendo discussões racionais muito mais confortáveis no centro humanista. “Sou uma pessoa que não acredita em mitos”, diz Hana, “ aprecio bastante a evidência”.
Enquanto isso, neste nosso Brasil, em detrimento do movimento gospel, seguimos em frente, negligenciando a Bíblia e a Escola Dominical, fazendo atos proféticos, sincretizando o evangelho, além, obviamente, de dançar e cantar em “boate gospel”, como se a vida fosse um grande mar de rosas.


Deus, tenha misericórdia desta nação!

 

Compartilhado pelo Pr. Antônio Fonseca do ICP no facebook

A GRANDE MARCA.

espalhe-amor-por-ai

A grande marca de que somos discípulos de Cristo é o amor: Como está escrito em João 13:35 – Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. Muitas igrejas possuem carteira de membro que identificam as pessoas que congregam na igreja, mas não necessariamente indica a autenticidade da conversão. A identificação de sermos genuínos é o amor.

Foi por um ato do Seu amor que Deus enviou Jesus para nos resgatar. Portanto, a nossa filiação por adoção da parte de Deus foi um ato de Graça e Amor. Se começamos por causa do amor, o mesmo tem que nortear nossos passos e caminhada. Ao ser perguntado sobre o grande mandamento, Jesus respondeu que o primeiro era amar a Deus sobre todas as coisas e o segundo semelhante ao primeiro é amar o próximo como a si mesmo. Em outro momento Jesus esclarece acerca do amor ao próximo dizendo que dava um novo mandamento que era o amar o próximo como Ele nos amou.

O amor é a virtude primária do fruto do Espírito Santo em nossas vidas. Todas as caraterísticas do fruto citadas em Gálatas são encontradas na descrição do amor em 1 coríntios 13. Paulo esclarece que o amor de Deus foi derramado em nossos corações quando O Espírito nos foi dado. Portanto, já temos em Cristo o amor, pois temos o fruto do Espírito, que para se sobressair precisa de amadurecimento espiritual. Ao caminharmos no Espírito o amor e as outras características do fruto serão vistas e praticadas em nossos relacionamentos. Jesus atraía as pessoas que eram marginalizadas e desconsideradas pela sociedade. Pessoas que viam na religião da época o peso do legalismo afluíam para Jesus, pois a sua compaixão era acolhedora e convenciam as pessoas dos pecados. Quanto a Igreja crescerá se vivenciar o amor de Jesus no seu dia-a-dia!

Paulo também descreve o amor como o vínculo da perfeição, ou seja, como a cola que une as outras virtudes cristãs na conduta do crente. Tanto que o amor é citado na Bíblia como a forma de se praticar a lei. Quando o pecado ocorre é porque houve uma atitude de desamor com Deus, com o próximo, e consigo mesmo. Sendo todo o pecado sempre um ato desamor para com Deus, pois todo o pecado é contra Deus em  primeiro lugar. Paulo aos colossenses falando sobre a nova vida que temos em Jesus fala sobre uma série de virtudes que recebemos de Cristo em nós e afirma que o amor é o vínculo, a cola que une todas estas virtudes em nós.

O cristão maduro é aquele que foi aperfeiçoado no amor e terá uma vida de prática coerente com a Palavra de Deus. Quem ama, obedece. Jesus ensinou isto claramente. Muitos substituem a prática pelo discurso. Outros substituem a prática pelo ritualismo. Quem ama não barganha, obedece. Seu relacionamento com Deus é prioritário e a Vontade de dEle é seu alimento. Paulo disse que não tinha a vida como preciosa o negócio dele era cumprir o ministério que recebeu do Senhor mostrando que o servo de Deus que ama anda no caminho oposto do egoísmo.

Jesus na cruz foi a maior demonstração de amor que houve. Durante a sua crucificação pediu o perdão dos seus algozes. Deu atenção e conforto ao ladrão que se arrependeu. Preocupou-se com o futuro de sua mãe providenciando para ela o acolhimento. Foi tentado na cruz a descer e se vingar daqueles que o crucificaram, mas o amor eram as cordas que o mantiverem ali não foram os pregos. Ele nos ama com amor eterno e com laços da bondade tem nos atraído. Vivamos com a marca distintiva do amor, que é a grande marca de quem é de Jesus.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

FRASES POSTADAS NO TWITTER 59

download

11 de jan – Só tem Jesus como intercessor, advogado, que crê nele como Salvador e Único Mediador entre Deus e os homens. Creia em Jesus e serás salvo!

12 de jan – É importante que tenhamos uma mente Bíblica, pois a Palavra mostra a Vontade de Deus, e vendo as coisas na perspectiva de Deus iremos bem.

13 de jan – Seja qual for a situação o crente em Jesus tem o recurso da oração. Grandes mudanças e transformações acontecem porque o servo de Deus ora.

14 de jan – Deus se agrada daquele que vive pela fé e vive de acordo com a fé nEle. A glória dos que praticam o mal é passageira, mas o justo prevalece.

15 de jan – Ter um relacionamento com Deus de mão única pensando em relação  somente em si próprio com Deus agindo em seu favor não se pode chamar relacionamento.

16 de jan – A vida verdadeira com Deus começa dentro e é externalizada de forma coerente. A mera religião é uma vida de aparência, q não tem coerência.

17 de jan – A caminhada com Cristo é uma caminhada de fé desde o início até o fim. Isto não é mérito nosso, porque o Autor e Consumador da nossa fé é Jesus.

18 de jan – Não somos nós os “deuses” que criamos as coisas quando oramos. Somos os filhos de Deus que amam O Pai Celestial e que desejam  O Seu Reino.

19 de jan – A história de Tomé é exemplar para a Igreja. Mostra q não devemos repudiar os que entram em crise,mas acolhê-los e dedicar tempo,oração e cuidado.

20 de jan – Se queremos ter uma vida que agrada a Deus temos que necessariamente caminhar com fé e confiança em Deus. Ele trabalha para os que nEle esperam

(O autor das frases é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).