TUDO FAZ BEM!

Jesus curou um surdo e gago

Mc 7.31-37

31 E ele, tornando a sair dos termos de Tiro e de Sidom, foi até ao mar da Galiléia, pelos confins de Decapólis.

32 E trouxeram-lhe um surdo, que falava dificilmente; e rogaram-lhe que pusesse a mão sobre ele.

33 E, tirando-o à parte, de entre a multidão, pôs-lhe os dedos nos ouvidos; e, cuspindo, tocou-lhe na língua.

34 E, levantando os olhos ao céu, suspirou, e disse: Efatá; isto é, abre-te.

35 E logo se abriram os ouvidos, e a prisão da língua se desfez, e falava perfeitamente.

36 E ordenou-lhes que a ninguém o dissessem; mas, quanto mais lhos proibia, tanto mais o divulgavam.

37 E, admirando-se sobremaneira, diziam: Tudo faz bem; faz ouvir os surdos e falar os mudos.

 

Jesus deixava sempre uma marca em tudo que fazia: a marca da qualidade. Foi o que a multidão exclamou depois da cura desse surdo e gago: Tudo faz bem. Tal marca vemos desde o princípio e será assim para todo o sempre. O que Jesus fez e fará, sempre será muito bem feito.

Esse doente tinha sérias dificuldades de comunicação. Não ouvia e falava com extrema dificuldade. Tanto assim que ele não pediu para ser levado para Cristo, ele foi trazido (v.32). A sua língua era presa (v.35), portanto não conseguia exprimir seus desejos e necessidades com facilidade. Quando Jesus o recebe, retira-o do meio da multidão para tratá-lo pessoalmente (v.33). Jesus desejava desenvolver a fé desse homem pessoalmente com um contato direto e próximo. Assim o Senhor faz com todos. Podemos estar no meio de uma multidão, mas o Espírito Santo nos trata e nos convence pessoalmente. Pois a salvação é algo pessoal.

O que Jesus fez:

  • Tocou os ouvidos
  • Cuspiu e tocou-lhe a língua (Mostra a sua soberania. Ele tem um modo próprio de agir).
  • Ergueu os olhos ao céu (Mostrando a sua origem).
  • Suspirou (Breve oração feita com amor)
  • Efatá (abre-te)

Logo depois, o homem ouviu e falou perfeitamente. O homem curado não conseguiu conter-se e divulgou a todos. O resultado é que a multidão se maravilhou e exclamou: Tudo ele faz bem. Jesus sempre teve a marca da qualidade. Vejamos:

  • Na criação. À proporção que Deus ia criando o universo e a humanidade, ele fazia uma espécie de inspeção para ver o resultado de sua criação; mostrando assim o seu compromisso com a qualidade. A sua observação era que sua criação era boa (Gn 1.10, 12, 18, 21, 25). No sexto dia quando ele criou o homem e conclui a sua obra, ele observou que tudo quanto tinha feito era muito bom (Gn1.31). O seu compromisso com a qualidade é tão grande que ele observou que não era bom que o homem ficasse sozinho (Gn 2.18) e criou assim a mulher. Sabemos pela Palavra de Deus que o Deus triúno participou da criação, ou seja, que o Deus Filho também participou da criação (Cl 1.16), mostrando assim que, desde o princípio, Jesus teve compromisso com a qualidade.
  • seu primeiro milagre terreno. Ocorreu quando o mestre-sala provou a qualidade do vinho que Jesus fez através de uma transformação. O mestre-sala comentou com o esposo: Todos sevem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor vinho até agora” (Jo 2.9 e 10); reafirmando assim, a marca distintiva de Cristo da qualidade.
  • Na maneira como ensinava. Veja Mc 1.27 – Todos se admiraram, a ponto de perguntarem entre si: Que vem a ser isto? Um novo ensino! Com autoridade ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!
  • Na solução de dilemas. Veja Mt 22.15-22. Quero destacar o v.22: Ouvindo isto, admiraram-se e, deixando-o, foram-se.
  • Nos seus milagres. Mc 2.12 : Então ele se levantou e, no mesmo instante, tomando o leito, retirou-se à vista de todos, a ponto de se admirarem todos e darem glória a Deus, dizendo: Jamais vimos coisa assim!
  • A sua qualidade surpreendia até mesmo seus discípulos. Mc 4.41: E eles, possuídos de grande temor, diziam uns aos outros: Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem?
  • Algumas lições depreendidas da qualidade de Cristo:
    • Esta afirmação parecerá paradoxal, mas é verdadeira: Devemos nos acostumar a ser surpreendidos pelo fazer de Cristo.

    • Ele extrapola as nossas expectativas. Veja Ef 3.20 e Is 55.9 e 10.
    • Às vezes não entendemos o seu fazer (Jo 13.7), mas entenderemos mais tarde.

    • Porque ele faz tudo bem, devemos ter uma atitude de confiança em Deus. Desta forma a amargura não tomará conta da nossa existência. Veja Sl 37. 4 e 5.
    • A salvação que temos em Jesus é perfeita. Jesus disse: está tudo consumado. A salvação que Jesus nos oferece não é apenas a redenção da alma, mas o soerguimento qualitativo da nossa existência. Portanto a qualidade da salvação que recebemos influenciará a nossa vida familiar, profissional, estudantil, relacionamentos interpessoais. Em suma: todas as áreas de nossa vida.

Jesus pode produzir qualidade em tudo o que faz, porque tem qualidade em si mesmo. Ele faz maravilhas porque é maravilhoso (Is 9.6). Ao vivermos sob o senhorio do Maravilhoso, as maravilhas em nossa vida serão uma conseqüência do seu agir em nós.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s