COMO VENCER AS TENTAÇÕES?

 

GRD_253_bolotentacao

Antes de escrevermos sobre como obter vitória nas tentações é necessário definirmos o que é tentação. Vou citar duas definições indicando as fontes:

A. Tentação é indução para o mal por sugestões do diabo ou da sensualidade (Pequena enciclopédia bíblica O. S. Boyer).

B. Tentação é impulso forte para agir mal (Bíblia de recursos para o ministério com crianças).

I – CARACTERÍSTICAS EXTRAÍDAS DA BÍBLIA ACERCA DA TENTAÇÃO:

a)  Toda humanidade é passível de tentações. Não há pessoa que não seja tentada. Jesus na sua oração modelo disse: “e não nos deixe cair em tentação”. Jesus já partiu da idéia de que todos são tentados. Ele orou para que não fossemos seduzidos pelas tentações. Tiago também em 1.13 disse: “ninguém ao ser tentado, diga…”. Ele não disse: se alguém for tentado… Ele disse “quando for tentado”. Charles Swindoll têm uma frase interessante: “o monge que vive enclausurado atrás de muros luta com tentações tão reais quanto o negociante em Nova York…” (IN: Perseverança p.109 – Editora Mundo Cristão, São Paulo, 2004).

b) A tentação não é pecado. Ser tentado não é a mesma coisa que pecar. Pecado é a tentação concebida, aceita. É o que aquela famosa frase de Lutero afirma que não somos culpados quando o passarinho sobrevoa a nossa cabeça. Mas seremos culpados se o passarinho pousar e fazer um ninho nela.

c) Deus não tenta ninguém. É o que afirma Tiago: “quando alguém for tentado, jamais poderá dizer: estou sendo tentado por Deus… Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo…” (Tiago 1.13 e 14). Ou seja, porque temos na nossa natureza uma predisposição para o pecado é que somos tentado. Por causa do nosso mau desejo ou cobiça. Portanto se pecarmos não podemos culpar a ninguém muito menos a Deus.

d) O cristão não é tentado acima do que possa suportar. A tentação é inevitável, porém o pecado é evitável. I Coríntios 10.13: “Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que possa suportar. Mas quando forem tentados ele mesmo lhes providenciará um escape, para que o possam suportar”.

e) A tentação que nos leva ao pecado segue geralmente o mesmo processo. Vou usar uma citação de Charles Swindoll no seu livro (IN: Perseverança p.112 – Editora Mundo Cristão, São Paulo, 2004). Swindoll chegou a esta conclusão em Tiago 1.14 e 15. Vejamos o processo segundo ele: Primeiro passo: a isca é atirada. Segundo passo: o desejo intimo é atraído pela isca. Terceiro passo: o pecado ocorre quando cedemos e mordemos a isca. Quarto passo: o pecado promove trágicas conseqüências: acabamos fisgados e fritos.

II – CONHECENDO AS FORMAS DE LIVRAMENTO.

a) A permanência em Cristo. Este é um ponto básico. O fato de estarmos em Cristo é que nos possibilita vencer as tentações. “Se alguém está em Cristo, nova criatura é…” (II Coríntios 5.17). Jesus como homem em tudo foi tentado e venceu. Ele pode socorrer os que são tentados. Hb 2.18 “Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados”.

b) A oração. A oração é falar com Deus. Significa estar em intimidade com Ele. “Deus ouve as orações (Sl 10.17). Deus responde as orações (Sl 3.4). Deus outorga poder através da oração (At 4.31). (…) Antes que venha a tentação, devemos vigiar e orar muito (Mt 26.41). Não é orar quando já estamos sendo tentados, é orar antes (Mt 6.13).” (IN: Pr. Joá Caitano da Silva; COMO ENFRENTAR AS BATALHAS ESPIRITUAIS – Revista do professor; Editora Central Gospel; p.14).

c) Controle seus pensamentos com a memorização da Palavra. “Quando o diabo lançou seu ataque total contra Jesus (Mt 4.1-11), O Senhor resistiu à tentação usando as Escrituras. Está escrito… está escrito… está escrito! O Salmista pergunta: de que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua Palavra(…) Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti (Salmos 119. 9 e 11).” (IN: Perseverança p.123 – Editora Mundo Cristão, São Paulo, 2004).

d) Quem não quer cair no pecado não fica perto da tentação. Muitas vezes o indivíduo diz que não quer pecar, porém fica sempre perto da tentação. Fica próximo sentindo o “fogo diabólico” do pecado. Quem não quer cair no pecado não fica perto da tentação. Na palavra temos o exemplo de José que fugiu para não cair no pecado com a esposa de Potifar (Gn 39). Paulo recomendou duas vezes a Timóteo fugir de algumas coisas (I Timóteo 6.11 e 2 Timóteo 2.22).

e) Autoridade para repreender o adversário. Nós temos o recurso do nome de Jesus para repreender os demônios com suas tentações e artimanhas. Numa certa ocasião Pedro deu a Jesus uma sugestão satânica e Jesus repreendeu satanás: “Para trás de mim, Satanás!” (Mt 16.22 e 23).

III – ATITUDES PREVENTIVAS.

Creio que existam certas atitudes que podem nos manter a uma maior distância das tentações. Infelizmente muitos vivem nas fronteiras do inimigo facilitando seus ataques.

a) Andar prudentemente. “Prudência significa sabedoria, cuidado, cautela e sensibilidade. Diante das tentações, que são muitas e buscam atingir todas as áreas da vida, é preciso andar prudentemente com muita habilidade, a fim de que não entre no processo, pois o pecado conduz a derrota (Efésios 5.15) (…) A Bíblia adverte a importância da prudência e da vigilância constante” (IN: Pr. Joá Caitano da Silva; COMO ENFRENTAR AS BATALHAS ESPIRITUAIS – Revista do professor; Editora Central Gospel; p.16). (Provérbios 9.10, Mt 10.16 e Romanos 16.19).

b) Andar na verdade. “Basicamente, toda tentação é constituída de mentiras, desordem, enganos e traição. É possível que ela mencione algo da verdade, ou seja parte da mesma, como ocorreu com o Senhor Jesus ao ser tentado pelo diabo no deserto. Ele usou certa verdade para ludibriar, como fez também com Eva lá no Éden (Gênesis 3). A pessoa que segue fielmente o Senhor Jesus crê na verdade, aplica a mesma em sua vida como regra fundamental de fé, pautando os passos e o estilo de vida nessa verdade (Efésios 4.25ª).” (IN: Pr. Joá Caitano da Silva; COMO ENFRENTAR AS BATALHAS ESPIRITUAIS – Revista do professor; Editora Central Gospel; p.17). “Satanás usa constantemente o uso de sofismas. Sofisma é um argumento falso intencionalmente feito para induzir outrem em erro” (IN: Pequena enciclopédia bíblica O. S. Boyer).

c) Estar sempre alerta. Jesus falou para seus discípulos: “vigiem e orem para que não caiam em tentação.” A Palavra nos diz que o nosso inimigo anda ao derredor procurando quem possa devorar. Portanto, a nossa atitude deve ser de vigilância constante. Foi numa atitude de descuido que Davi foi tentado. Ele passeava pelo terraço quando viu Bate-Seba tomando banho e seu coração foi cheio de lascívia (2 Sm 11). É necessário estarmos sempre alertas e não descuidar nos tempos “livres” e “ociosos”.

d) Viver como filhos da luz. Aquele que vive em Cristo vive na luz e não nas trevas. O cristão não pode ter uma vida cinza, nebulosa, numa mistura entre as trevas e luz. As nossas obras e atitudes precisam ser de alguém que vive na luz. “Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz, pois o fruto da luz consiste em toda bondade, justiça e verdade; e aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor. Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas á luz. Porque aquilo que eles fazem em oculto, até mencionar é vergonhoso” (Efésios 5.8-12 – NVI – O negrito é meu).

e) Praticar as boas obras. “Uma forma eficaz, altamente produtiva, para se obter vitória nas tentações, por piores que sejam, é andar constantemente praticando boas obras (…) O cristão pode e deve neutralizar as tentações envolvendo-se na prática das boas obras. Tiago observa que as boas obras não salvam. Ninguém entrará no céu pela prática de boas obras. No entanto, ele mesmo afirma que a fé sem obras de nada se aproveita (Tg 2.14-17) (IN: Pr. Joá Caitano da Silva; COMO ENFRENTAR AS BATALHAS ESPIRITUAIS – Revista do professor; Editora Central Gospel; p.17). A Palavra diz que os salvos praticam boas obras. “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos” (Efésios 2.10).

f) Lembre-se de que o sofrimento final irá em breve apagar o prazer temporário. “Moisés fez exatamente isso quando decidiu andar com Deus em vez de deixar-se absorver pelo estilo de vida egípcio. Pela fé, Moisés, quando já homem feito, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado (Hb 11.24 e 25). Prazeres transitórios do pecado. O pecado dá prazer? Pode apostar! É tão agradável que as pessoas arriscam a reputação para provar o seu sabor. Quando agimos assim, todos os esforços da nossa mente para nos avisar dos perigos do pecado são neutralizados. Desligamos os alarmes internos ao ascendermos o desejo” (IN: Charles Swindoll, Perseverança p.121 – Editora Mundo Cristão, São Paulo, 2004).

CONCLUSÃO:

Todos nós somos tentados em algum momento. Porém Deus não permite que a tentação seja acima do que podemos suportar e providencia um escape. Devemos conhecer as formas de livramento e ter atitudes preventivas para que não caíamos nas tentações.

(O autor do texto é o Pr Eber Jamil, dono do blog. O texto tem muitas citações é praticamente uma compilação com importantes adendos meus).

Anúncios

12 Respostas para “COMO VENCER AS TENTAÇÕES?

  1. Muito bom esse estudo sobre tentação…Foi muito útil para mim…

    Um grande abraço!!!!

  2. Parabéns pelo trabalho que vem sendo feito, e que cada dia Deus possa lhes iluminar mais

  3. Louvado seja O Senhor, por você, pastor, e por este blog !! Foi muuito útil p/ mim … O Senhor me fortaleceu e me ensinou muita coisa ! Toda Glória ao Senhor, e meus agradecimentos a você pastor !
    Fiquem com Deus !

  4. GRAÇA E PAZ AMADOS,DA PARTE DO NOSSO DEUS E PAI!COMO É MARAVILHOSO SABER QUE A IGREJA DO NOSSO SENHOR LUTA CONSTANTEMENTE PARA ASSISTIR-NOS NAS NOSSAS NECESSIDADES.QUE O NOSSO DEUS NOS DÊ O LIVRAMENTO SOBRETUDO DE NÓS MESMOS!

  5. Alício da Costa

    Estudo excelente, principalmente aos jovens desta nova geração

  6. LOUVO AO SENHOR JESUS PELA SUA VIDA PASTOR ,POIS ESTOU COMEÇANDO UM CURSO DE BATALHA ESPIRITUAL E ESSE BLOG
    VAI ME AJUDAR BASTANTE.TODA HONRA E TODA GLÓRIA AO SENHOR JESUS.

  7. Jefferson Sousa

    Tais esclarecimentos me servirao e muito, para cada vez mais, fugir do pecado e manter-me infinitamente distante da tentacao. Sao verdadeiramente lições e aprendizado divinos que devemos seguir a risca e persevera na fe ate o fim de nossa vida terrena. Amém.

  8. Próspero Guerreiro de Cristo

    Foi muito graçiosa está mensagem! Vai me servir como antíbala contra os tíros do inimigo. Que Deus abençoe grandementemente o senhor

  9. Ivan carlos da cosdta

    parabéns, pastor gostei muito desse estudo sobre a tentação.
    me sinto orientado e em condições de orientar outras pessoas sobre esse assunto tão importante.
    Deus em cristo continue abençoando a sua vida, sua família, e o seu ministério pastoral.
    A paz do senhor

  10. Pedro francisco

    Muito bom!!

  11. Edson Alexandre sikva

    Gostei era o que eu tava precisando para fortalecer a fé muito obrigado .e Deus abencçoe

  12. Josue barbosa

    Gostei desse estudo! Q Deus abençoe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s