AGOSTINHO E O CARNAVAL.

 

200px-Augustine_of_Hippo

Quando penso em carnaval lembro-me de Agostinho. Não porque ele fosse um folião, mas porque Agostinho era alguém que lutava com suas concupiscências, principalmente as relativas a sexualidade.

Agostinho enfrentava intensa batalha no começo da vida adulta com relação à imoralidade e ao orgulho. Por muitos anos, ele manteve uma concubina, a qual lhe deu um filho ilegítimo. Pelo fato de nenhum dos sistemas filosóficos experimentados ter feito exigências quanto a sua moralidade pessoal, Agostinho acreditava que seu estilo de vida imoral era justificável. Sua paixão pela fama pessoal no mundo acadêmico também o consumia.

Buscando fama e fortuna, Agostinho viajou para Roma e Milão, na esperança de ensinar sua amada retórica. Ali ele se encontrou com Ambrósio, bispo de Milão. O brilhantismo de Ambrósio impressionou Agostinho, pois Ambrósio mostrou-lhe que suas objeções ao cristianismo eram rasas e equivocadas.

A conversão de Agostinho aconteceu em 386, porém, não apenas por meio da argumentação intelectual, mas por meio de um encontro emocional com Deus. Agostinho sentou-se certo dia num jardim, fora de Milão, para ponderar sobre as questões filosóficas com as quais tinha dificuldades. Como diz em suas Confissões, ele ouviu a voz de uma criança dizer: “Pegue e leia”. Agostinho tomou nas mãos a carta de Paulo aos Romanos (especialmente 13.13-14) e ali encontrou as respostas para suas perguntas. “Todas as sombras da dúvida desapareceram”, escreveu (Confissões, 8.18). As palavras foram:

Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.

Estas palavras deveriam ecoar também para os foliões, que são dominados por suas concupiscências. Ao invés de dar vazão a carne,  deve-se escolher ser revestido de Cristo. Na Palavra de Deus, Agostinho encontrou a verdade na pessoa de Jesus Cristo. Ele também encontrou poder para romper a ligação que tinha com a licenciosidade e vida que nenhuma moda intelectual passageira da época pode prover. Ele experimentou o poder da graça de Deus que definiria o restante de sua vida.

Agostinho mudou radicalmente, rompendo todos os laços com seu passado imoral. Depois de ter sido batizado por Ambrósio em 387, voltou para o norte da África onde se dedicou à vida de estudo e devoção à igreja de Cristo. Agostinho tornou-se sacerdote em 391 e, em 395, foi nomeado bispo de Hipona, uma cidade a oeste de Cartago. Seu enorme poder e influência foram sentidos por muitos anos em função de seu bispado, especialmente por meio de sua extensa obras escrita.

Numa era em que modas intelectuais e estilos de vida promíscuos continuam a escravizar as pessoas, a vida de Agostinho permanece um exemplo tocante. Ele demonstrou que apenas a graça divina pode romper as cadeias do pecado, pois somente Jesus responde às perguntas tormentosas da vida. Quando encontrou a chave para a vida, Agostinho colocou-se como um modelo de erudição e brilhantismo explicado apenas pelo poder da graça de Deus.

(O artigo escrito é do Pr Eber Jamil, dono do blog, inspirado em alguns textos históricos).

Anúncios

2 Respostas para “AGOSTINHO E O CARNAVAL.

  1. Pr Eber muito oportuno este texto.
    Um sopro de ar fresco em meio a esta nuvem de obscuridade que paira sobre a nossa cidade maravilhosa nesta época.
    Lembrei com saudades das suas aulas de Historia da Igreja.
    Quando um homem se permite ter o caráter moldado por Deus seu nome honra ao Criador mesmo depois de sua morte.
    Agostinho conseguiu isso, eu também quero ser assim.

  2. Gostei muito pois esse texto vem como um incentivo para uma mudança de comportamento, e como um exemplo do poder que a prática à palavra de Deus traz para as pessoas que à vivem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s