METÁFORAS DA IGREJA.

40anos

A palavra Igreja levanta sentimentos mistos, normalmente ocorrem polarizações quando ela é o assunto: uns amam, outros sentem aversão. Ao mesmo tempo em que a Igreja Evangélica Brasileira cresce, o número dos que não querem pisar em um templo também cresce. Por esta razão, convém, olharmos para algumas metáforas bíblicas acerca da Igreja, para discernimos melhor sua relação com Deus, sua relação consigo mesma e com a sociedade.

1 – Rebanho (I Pe 5:2).

Segundo Isaías 53:6 todos nós éramos como ovelhas desgarradas e cada um se desviava pelo seu próprio caminho. Éramos desconjuntados, desagregados e desviados do Criador. Entretanto, os que creram em Cristo foram reunidos, ajuntados, formando um rebanho sob o pastoreio do próprio Deus. Somos o rebanho de Deus e Jesus é o nosso Sumo Pastor.

A figura da ovelha mostra a docilidade e a amabilidade dessas ovelhas que pertencem ao rebanho de Deus. A ovelha é conduzida pelo Pastor, o pastor, por sua vez, protege, conduz, conhece e dá a vida pela ovelha.

Muitos membros da Igreja parecem ser comportar como bodes, dando cabeçadas, chifradas uns nos outros. Será que entendemos a metáfora do rebanho?

2 – Corpo (1 Co 12:27).

Esta metáfora é muito citada entre nós – somos o corpo de Cristo. Indica a unidade que existe entre os membros. Os membros são diferentes, cada um tem o seu papel, mas formam um corpo, uma unidade. Há a unidade de ação: quando alguém se abaixa para pegar uma caneta no chão, por exemplo, várias partes do corpo se movimentam para conseguir tal feito. Há também harmonia. Se houvesse uma desproporcionalidade entre os membros, ou um membro ferisse o outro, seria necessário encaminhar tal pessoa para um tratamento médico. Cada membro tem uma função no corpo e o comando pertence à cabeça, que no caso da Igreja, é Cristo.

Será que estamos vivendo como corpo de Cristo?

3 – Edifício (I Co 3:9-17).

Paulo usa a metáfora de uma edificação para falar da Igreja. Ele afirma que ela tem um único fundamento que é Cristo e que não se deve, de maneira nenhuma, colocar outro tipo de fundamento. Paulo também fala que a edificação da Igreja é realizada por seus próprios membros e por Deus. Devemos observar quais tipos de materiais usamos por cima do alicerce. Se usarmos madeira, palha ou feno teremos nossas obras queimadas e destruídas no Tribunal de Cristo. Se usarmos ouro ou pedras preciosas nossas obras permanecerão. Temos que vigiar, e muito, a forma como edificamos a Igreja do Senhor. Somos pedras vivas, como diz Pedro, (1 Pe 2:5) desse edifício espiritual. Participamos da construção da Grande Catedral Espiritual de Deus.

4) Coluna (I Tm 3:15).

A Igreja é a coluna da verdade, sustentáculo da verdade neste mundo relativista. A cada dia mais, o mundo descamba para o relativismo ético e moral. Jesus é a verdade. A Palavra de Deus é a verdade. Cabe à Igreja do Senhor ser um arauto proclamador da verdade do Senhor aqui na Terra. Deus usa a Igreja com um “front” da verdade na terra. Quando o mundo afirma que tudo é relativo, a Igreja afirma que Jesus é a verdade e que a Palavra de Deus é a verdade absoluta.

5) Noiva (Ap. 19.7; Ef. 5:23-27).

A Igreja é a Noiva de Jesus, sua futura esposa. O noivado nos tempos de Maria e José era um compromisso que somente poderia ser quebrado com o divórcio. Portanto, a figura da Igreja como uma noiva mostra o compromisso que devemos ter com Jesus. Compromisso com a pureza, pois a noiva se resguarda para o casamento, sendo fiel ao compromisso que tem com o noivo. Pureza, Santificação, Fidelidade, são atributos que a Noiva de Cristo (Igreja) deve ter.

6) Família (Ef.2:19).

A Igreja é a Família de Deus. Tal figura mostra o caráter acolhedor, aconchegante da Igreja. Os órfãos existenciais, os filhos pródigos, as criaturas de Deus, que estão afastados do Criador, encontram em Cristo o meio de aproximação a Deus de tal forma que passam a fazer parte da família de Deus. Recuperam a semelhança com Pai (Deus), desfrutam do amor d’Ele e tornam-se co-herdeiros com Cristo.

Você já é membro da família de Deus? Certa vez Jesus falou que Sua mãe e Seus irmãos são aqueles que fazem a vontade de Deus.

7) Candelabro (Ap. 1:20).

O candelabro é uma luminária. Mostra que a Igreja é a luz do mundo. O candelabro era de ouro batido, mostrando o valor apurado da Igreja. O candelabro também tinha sete hastes, o que indica a permanência dos “sete espíritos” (sete características do Espírito de Deus) na Igreja. O Espírito Santo habita na Igreja e é responsável por espalhar a luz de Deus que é irradiada através da Igreja.

Estas sete figuras mostram o relacionamento de Deus com a Igreja, afinal, a Igreja é o Corpo de Cristo, Sua Noiva e pertence à Sua família. De igual modo, mostram como se compõe a Igreja e como seus membros se relacionam entre si. Estes se edificam (Edifício) uns aos outros, formam um Corpo e são uma família. Aquelas figuras também mostram a relevância da Igreja para com a sociedade, pois Ela é a luz do mundo (candelabro) e sustentáculo (coluna) da verdade na terra.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

6 Respostas para “METÁFORAS DA IGREJA.

  1. Pastor gostei muito das comparações e aprendi o que nunca tinham me ensinado.
    Eloisa T. Weinschutz

  2. Tudo o que você escreveu até hoje tem uma lição de vida para cada um de nós. No Amor de Cristo, Lèa

  3. Rafael Araújo

    Ótimo estudo! A Igreja é isso ai . . . esse é o papel da Igreja . . . será que estamos vivendo dessa forma. Acho a comparação entre noiva e noivo uma das comparações mais bonitas e fortes. Como Deus valoriza essa união e a família. E como nós, homens, devemos amar nossas esposas. Devemos dar nossa vida por elas! Será que estamos honrando a Deus através do nosso casamento? Tem gente brincando de casinha por ai . . . mas Deus valoriza e muito o casamento… até por que o relacionamento entre marido e mulher é o relacionamento mais íntimo que existe . . ótima comparação de Deus! E complementando sobre a igreja como corpo e sobre marido e mulher, diz a palavra em Efésios 5:28-30 “Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.”

  4. Oi Heber, tudo bem?
    Gostei do assunto Igreja e das metáforas.
    Tenho uma coisa que sempre digo e escrevo. É que “Deus disse que não habita em templos feitos por mãos”. E que não “deixemos de congregar ” também. Mas, Paulo e Jesus e nossas vidas atuais de evangélicos deixam bem claro que Igreja “somos nós, eu e você”.
    Quando Jesus quer tratar algo, Ele não trata por templos ou denominações, mas em particular. Assim como, quando Ele breve vier buscar a Sua Igreja e Suas Ovelhas (todos nós), Ele irá retirar “santos” de cada Igreja e não levará com certeza uma Igreja toda.
    A responsabilidade pela vida de ovelhinhas novas é do Pastor, mas depois de certo tempo, não existe mais “óvêlhas” e cada qual terá que andar com Deus a semana toda e a vida toda, pois o Pastor nem pode e nem é função dele, vigiar 24 horas por dia uma ovelha.
    Pastor tem a função principal, assim como os Evangelistas e outros ministérios de formarem outros Pastores, Evangelistas etc.
    E levarem o povo a serem dependentes de Deus e não deles como vemos há dezenas de anos por causa dos dízimos, ofertas e poder que atrai o homem.
    Líder, seja Pastor ou não, deve preparar a Igreja de Jesus para subir e não para ficar na terra cheia de bens, e dar entendimento a pessoas que Jesus as chamou para fazer a Vontade de Deus, e não fazer as Suas Vontades e Desejos e Sonhos e Planos e Ministérios em Particular para seus Próprios fins e anseios nesta terra.
    “Nem todo o que me diz Senhor Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas somente aquele (pessoa e não grupo ou denominações) que fizer a MINHA VONTADE”.

    Abraço para todos da Peniel. Em Cristo Ricardo Rezende

  5. Independente de ministérios, cargos, posições eclesiásticas; todos somos
    ovelhas; fazemos parte de um corpo; de um edifício; coluna; noiva; família; candelabro. Todos temos compromissos e responsabilidades perante o nosso Deus, e prestaremos conta de tudo o que fizemos, fazemos e fizermos, atraves do nosso corpo físico e espiritual. Esse estudo é muito oportuno e atual. Todos nós, devemos dar uma parada, para um momento de reflexão. As vezes observamos muito as ‘ovelhas’ e esquecemos que ‘também’ somos ‘ovelhas’ do Senhor Jesus. Excelente estudo, que traz esclarecimentos e consequentemente conscientização (com certeza esse é o objetivo), não só para transmitirmos as ovelhas, mas para a nossa própria edificação e santificação..
    Mais uma vez, parabéns pastor Eber.

  6. Pingback: O ser metafórico « Máquina Semiótica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s