LIÇÕES DO GETSÊMANE.

Jesus orando no Getsêmani

Leia: Mc 14:32-42.

Depois de instituir a Ceia do Senhor, Jesus foi para o jardim de Getsêmane (o nome significa “prensa do óleo” ou “lagar de azeite”), também chamado de Jardim das Oliveiras, onde levou Tiago, João e Pedro para um lugar mais reservado. Distanciou-se deles para orar cerca de trinta metros (um tiro de pedra). Suou gotas de sangue, vivendo o significado do nome daquele lugar, e mostrou sua submissão à vontade do Pai. Ele mostrou claramente a sua humanidade, sofrendo de angústia por aquilo que sobreviria mais tarde.

Podemos extrair algumas lições desse acontecimento histórico ocorrido com Jesus. Vejamos cinco lições:

1) Primeira lição: a oração é o recurso que devemos praticar em todos os momentos. Jesus orou três vezes ao Pai com as mesmas palavras: “Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres.”

A angustia não deve ser “curtida” ou “alimentada”, mas vencida através da oração. Quantos sofrem, mas não oram? A oração é para os bons e maus momentos. A oração é sem cessar como escreveu Paulo, ou seja, em todas circunstâncias.

2) Segunda lição: a oração deve ser acompanhada da vigilância. Vigiai e orai – disse Jesus. Devemos ter o discernimento aguçado. O espírito precisa estar de prontidão, acordado. Precisamos estar antenados com que ocorre a nossa volta, assim oraremos melhor.

3) Terceira lição: a resposta da oração que devemos desejar é a vontade de Deus em nossas vidas. Jesus orou de forma submissa. Não estava querendo impor ou determinar a resposta de Deus. Bem longe do “espírito” da Teologia da confissão positiva, Jesus queria a consumação da vontade de Deus em sua vida.

4) Quarta lição: Nós devemos ter autodeterminação em fazer a vontade do Pai. Jesus não determinou a Deus que o livrasse do cálice do sofrimento. Pelo contrário, Ele determinou-se em fazer a vontade do Pai. No Jardim de Getsêmane Ele como que lançou um marco espiritual – vou cumprir cabalmente a vontade do Pai. – Seja feita a tua vontade e não a minha. Estamos com esta autodeterminação?

5) Quinta lição: a solidariedade deve ser desperta e vigilante. Jesus levou com Ele: Pedro, Tiago e João para que tivessem solidários em oração naquele grave momento. Entretanto, as três vezes que Jesus os procurou, estavam dormindo. Não basta estar perto de alguém na hora da aflição, é preciso estar atento e vigilante ao que ocorre com a pessoa. Atentos aos detalhes para ajuda-lo melhor. Precisamos compartilhar e não estar apenas de “corpo presente”, e uma das formas de fazer isto são com as orações.

6) Sexta lição: devemos superar os limites e ir mais adiante. O texto descreve que Jesus foi um pouco mais adiante dos três discípulos para orar. Esse “ir mais adiante” aponta para a superação de limites. Jesus para superar a angústia foi mais adiante. Devemos ir um mais adiante na adoração a Deus; no serviço a Cristo e na vida pessoal. Devemos superar nossos limites.

7) Sétima lição: Quando tivermos a sensação da distância divina devemos responder com oração e vigilância. Na perspectiva dos discípulos esse “ir mais adiante” representa a sensação da distância divina que muitas vezes nos acomete. Superaremos esse período de “sensação da distância divina” com oração e vigilância conforme a recomendação de Cristo. Certamente a pequena distância que Cristo tomou provocou nos discípulos um relaxamento. A sensação de sono e de tristeza foi grande nos discípulos  que adormeceram. Quando “sentirmos” Deus “distante” não durmamos, mas fiquemos atentos em oração, porque Jesus, na verdade, já não está mais limitado por um corpo físico. Ele é Onipresente e está conosco sem distanciamentos, sem ausências.

Ocorreu no jardim de Getsêmani uma “batalha”, uma “luta intensa” entre a alma e o espírito. A angústia e a tristeza cresceram naquele ambiente, os discípulos foram atingidos, mas principalmente Jesus. Ele sabia o que aconteceria nos próximos dias, todo o abandono e traição que sofreria. Entretanto, Jesus não foi derrotado no Getsêmane. Ele fincou uma estaca espiritual naquele lugar e se decidiu pela vontade de Deus. Aceitou o cálice. Jesus disse certa ocasião que venceu o mundo. Venceu mesmo. Todas as angústias e circunstâncias foram vencidas por Ele. Como vencedor deixou a lição para os discípulos: vigiai e orai para que não entreis em tentação. Vamos seguir a recomendação de Cristo?

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

8 Respostas para “LIÇÕES DO GETSÊMANE.

  1. Rafael Araújo

    Muito bom estudo. Sinto-me privilegiado de estar toda quarta-feira no culto “Encontro com a Palavra” e receber o estudo fresquinho que depois vem para o blog. Com relação as lições do texto, destaco a quinta lição: a solidariedade deve ser desperta e vigilante. Num momento de angústia uma palavra e uma AÇÃO amiga é sempre bem-vinda!

  2. Também me sinto privilegiado em ministrar no “Encontro com a Palavra”. É uma delícia! Agora, nem sempre consigo passar o estudo para o blog. Nem sempre o estudo falado cabe no formato do blog. Eu sempre tento passar. Um abraço e obrigado por seu auxílio inestimável às quartas-feiras.

  3. Obrigada Pr. por nos conduzir por essas águas tão profundas da Palavra.
    Deus continue abençoando seu ministério.
    Miss. Raquel Fernandes

  4. Márcia Regina Rosa Kantowicz

    Muito Obrigada por este site, pois estava procurando o estudo da Parábola das Bodas (Mt.22:1-14) para entende-lo melhor, principalmente o vs. 8 e 12, pois, esta semana que passou fiquei muito preocupada, poderia ser eu um deles ou será que, a minha veste é nupcial? Sou Diaconisa e meu marido Diácono e a Comunidade onde congregamos há 3 anos, não está acontecendo. O Diaconato é resumido em colocar copo com água no altar e Graças a Deus receber os irmãos na porta, ainda não sei o que Deus quer de nós ali, não sei se estou sendo ingrata com Deus, preciso entender a Vontade dEle! Sou de Itajaí, Santa Catarina. Estou sentindo a ausência e o silêncio de Deus em minha vida e na minha família. Tenho estado muito triste, pois não consigo evangelizar e testemunhar o que Jesus fez na minha vida e está fazendo. A 7ª lição do texto falou muito comigo, tenho que superar esse período de “sensação da Distância Divina” com oração e vigilância conforme a recomendação de Jesus. Deus também trabalha no silêncio e muitas das vezes esqueço isto. Deus o Abençoe Sempre! Paz!

  5. Glorifico a Deus pela graça que ELE lhe conferiu para o ensino de Sua palavra ,pois vem de encontro ás nossas necessidades e tem nos ajudado a compreender a vontade de Deus e a esperar com paciência nas suas promessas continue com toda a humildade sendo um instrumento nas mãos do Senhor
    lembre-se de que diz as escrituras Sagradas em 2 CO cap. 4 ; 7 “temos ,porem,
    este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de DEUS e não de nos”.

  6. Jesus orou 2 veses não três.

  7. Jesus orou três vezes. Veja Mt 26:44.

  8. ”linda mensagem dada por Deus”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s