PAI DAS CONSOLAÇÕES

consolando

Leia 2 Coríntios 1: 3-11.

Quando pensamos em Paulo associamos a idéia de um homem que conseguia superar as crises com certa facilidade. Sabia padecer. Pensamos ser um homem quase que impassível. Um homem que cantou na prisão, pregou para o carcereiro que o colocou seus pés no tronco e ainda o batizou. Saiu fugido de cidades, enfrentou naufrágios e perigos de morte. Será que alguma coisa o atingiu Será que alguma coisa o abalava? Entretanto, a Bíblia registra muitas vezes o interior dos homens que compõe a sua história. O trecho bíblico citado mostra o interior de Paulo revelado por ele próprio durante uma tribulação ferrenha. Paulo não registrou o fato em si. Registrou que foi na Ásia, uma província romana no oeste da Ásia Menor, atualmente território da Turquia. A vida dele “desesperou”. A vida dele parecia fugir. Pareceu escapar entre os dedos das mãos. Viu a morte de perto. Foi mais forte do que as forças desse homem acostumado a enfrentar situações muito difíceis. Nessa mesma epístola Paulo lista uma série de situações pelas quais ele já passou, mostrando ser experimentado na “escola do sofrimento”.

Na sua descrição da tribulação no capítulo 1 percebo algumas considerações dele acerca do sofrimento. Deve ser dito que é acerca do sofrimento pela causa de Cristo que ele trata. A tribulação é por causa da justiça. A tribulação vivida por ele não é por causa de uma semeadura ruim, mas pela confrontação do espírito deste século que rechaça a pureza do evangelho. Ciente disto, podemos agora considerar acerca do sofrimento.

2 Co 1: v. 3: … o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação.

A fonte da misericórdia e consolação é Deus. No sofrimento não devemos nos esquecer que Ele é O Pai das misericórdias e de toda consolação. Quando Paulo disse “toda consolação” é porque Deus pode consolar qualquer sofrimento. Não há algo tão doído que Deus não possa consolar. Nele há consolação e Misericórdia.

Deus consola através de Sua Palavra. A Bíblia é um verdadeiro bálsamo para a alma humana. São tantas passagens que apaziguam a alma e confortam em momentos difíceis. Muitas vezes preguei em sepultamentos palavras de consolo baseadas na Palavra. Outras tantas vezes pessoas encontraram orientação para tomar decisões acertadas na Palavra. Leia Salmos 119:50, 92 e 93.

As orações são recursos de Deus para consolo. Foi o caso de Ana e de tantas outras pessoas em todas as gerações que tiveram seu semblante mudado depois que oraram. Leia 1 Samuel 1:1-20. O próprio Espírito intercede por nós enquanto oramos para que haja consolo em nós. Leia Romanos 8:26.

Às vezes o consolo divino se manifesta através do próximo, palavra de aconselhamento, abraços, uma boa música. Na maioria dos casos é Deus manifestando sua consolação através do próximo. Leia Romanos 16:15. Eu sempre olho aquele versículo que fala que se meu pai, ou minha mãe me abandonar, Deus me acolherá, de forma horizontal. Leia Salmos 27:10. Afinal Deus vai acolher como? Através de alguém é a resposta. Barnabé foi um exemplo. Foi um filho da Consolação. Compartilhou os bens e a mensagem do evangelho. Leia Atos 4:32-37.

O consolo de Deus se manifesta até fisiologicamente. O choro é um escape fisiológico dado por Deus ao homem. A expressão “Bem-aventurados os que choram porque serão consolados” tem muitas aplicações, mas expõe também a natureza fisiológica do choro que após ser derramado proporciona certo alívio para aquele que chora. Leia Mateus 5:4.

A Bíblia toda conta a história de Deus sendo o consolador da humanidade. Leia João 3:16.

Jesus ao falar do Espírito Santo o chamou de consolador e alertou: não vos deixarei órfãos, ou seja, inconsoláveis, enviarei do meu Espírito e Ele será o consolador de vocês. Leia João 14:16.

Precisamos fazer esta consideração durante o sofrimento. Deus é a fonte da verdadeira consolação. Tão preciosas foram as palavras de Cristo: Não se turbe o vosso coração, credes no Pai, credes também em mim. A fé neste Deus consolador apazigua a alma e consola. Leia João 14:1-4.

Todos passam por lutas. No mundo teremos aflições, mas aonde buscamos consolo? O Senhor Jesus é Torre forte para Ele deve correr o justo (Pv 18:10). Paulo afirma depois da sua experiência que Deus é o Pai de todas as consolações. Busquemos a Deus em todos os momentos, e nas aflições não deixemos nos desanimar a ponto de não buscarmos o Senhor Consolador.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s