AMAR A DEUS.

deus22

Existe uma relação estreita entre amar a Deus e amar e obedecer a Palavra de Deus. Muitos dizem amar a Deus, mas negligenciam a Palavra e desobedecem-na. Quero lembrar o que Jesus disse:

João 14:21- Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.

Muitos substituem o cristianismo prático e verdadeiro pela religiosidade externa, como boa parte dos religiosos no tempo de Jesus. Viviam de aparência, mas por dentro havia morte e não amor a Deus, mas o amor a si mesmo, e amor ao poder que a religião traz. Quem entra nessa vida vive no autoengano. Vive uma perniciosa ilusão. Pensa que serve a Deus, mas serve a si mesmo, mostrando aos outros uma vida que não corresponde ao seu interior. A recompensa que essa vida hipócrita traz é correspondente ao seu viver – reconhecimento efêmero que se esvai.

A obediência é uma manifestação de amor a Deus. Falar que ama é uma coisa, amar de verdade é outra. Como escreveu João: se alguém diz que está no Senhor deve andar como Ele andou. Cristianismo não é verborragia. Cristianismo não é ideologia. O Cristianismo é para prática cotidiana. É viver na dureza da estrada da vida exercendo a fé que é a mola que nos impulsiona a obediência aliada ao amor que busca o bem.

Acima de tudo amar a Deus é resultado de um novo coração, de um novo pensamento, que gerará novidade de vida.

Amar verdadeiramente a Deus significa que há um coração regenerado, que foi transformado, cuja as amarras a um estilo de vida ligada a mentira, ao engano, foram quebradas. O novo coração ama impulsionado pela presença do Espírito Santo na vida do crente. Ele tem o amor de Deus, que aperfeiçoa a sua capacidade humana de amar. Deseja a ética da Vontade de Deus que é como uma chama, que é tentada a ser esfriada pela concupiscência, mas prevalece sobre o desejo pecaminoso. Se porventura ceder ao pecado, responderá com o arrependimento. Voltando a reascender a chama com vigor.

Amar a Deus é ter uma nova escala de valores, novo pensamento. Deus ocupa o primeiro lugar e as demais coisas decorrem disso. Amará a Palavra de Deus e seus pensamentos serão forjados por ela. Ocorrerá uma renovação da mente constantemente. Onde o pensamento mundano será substituído pelos pensamentos celestiais. Isto é o que chamamos de santificação, que é o desenvolvimento da salvação na vida do crente como um todo, começando pela mente. É do interior do homem que transborda os bons ou maus pensamentos. Tendo a Palavra de Deus no íntimo o homem purificará seus pensamentos.

Tendo um novo coração e uma nova mente teremos um novo modo de vida. Resultado do novo nascimento ocorrido através do Espírito usando a instrumentalidade da Palavra. Resultado do amor de Deus derramado pelo Espírito no coração. Isto é de fato o que podemos chamar de nova vida. Uma vida que começa de dentro e se visibiliza do lado de fora. Uma pessoa nascida de novo viverá de forma prática a Palavra de Deus. Não tendo perfeição, mas sempre buscando o aperfeiçoamento. A cada dia buscando mais de Deus e quando o arrebatamento acontecer, ou a morte chegar, será glorificado alcançando a perfeição.

Em suma: a obediência à Deus é uma demonstração prática do amor a Ele. Quem crê em Jesus, ama a Deus é aceito por Deus e terá comunhão com Ele. Viver assim é viver a favor de Deus e será guiado pelo Espírito Santo em seu viver. Fazendo bem ao próximo e a si mesmo.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s