SEDE DE DEUS.

encheivos

Muitos buscam Deus sem saber que o estão buscando. Buscam-no como uma vida melhor, através de realizações e conquistas. Buscam-no nos prazeres carnais, relacionais e não se satisfazem. Buscam-no amor, no abraço, no beijo e até no sexo. Buscam-no trabalho querendo alcançá-lo através de uma realização profissional. É uma busca de forma inconsciente, muitas vezes não percebida, onde se está no escuro, sob o domínio de uma cegueira espiritual. O vazio tenta ser preenchido, mas não se consegue. Cada vez mais se aprofunda na busca, mas não a discerne, e não entende que é uma busca por Deus. Tudo isto acaba gerando sofrimento e desassossego existencial.

Há uma busca por Deus também através de vias elaboradas pelo próprio homem. Desde a torre de babel vemos o homem construir edificações literais ou teológicas tentando alcançar a Deus através do seu esforço, do seu próprio mérito. Esses caminhos são resultados dos sentimentos de autossuficiência humana que pensa poder alcançar a Deus da sua própria maneira. A maneira certa precisa vir de Deus porque o abismo é intransponível para o homem.

Quando o homem não constrói um caminho para Deus geralmente faz do homem ou outra obra da criação o seu caminho. É a deificação do homem ou da natureza. Para Deus tal atitude é pecaminosa, onde se troca a glória de Deus pela glória do homem ou pela criatura, ou seja, troca-se por nada e continua cego na perdição, e acaba tornando semelhante ao ídolo que escolheu, vivendo uma impossibilidade real de comunicação com o seu “deus”.

É preciso se reconhecer que o homem por mais inteligente que seja não consegue resolver a separação existente entre ele e Deus. Toda a sabedoria humana está maculada pelo pecado, que faz separação entre o homem e Deus. Nenhuma ação do homem será suficiente para alcançar a salvação através das obras. A salvação não vem por meio de obras, sejam quais forem. Não há oferenda fabricada pelo homem que seja suficiente para pagar a dívida do homem. Não há homem que por mais correto que seja não tenha pecado, a não ser Jesus.

O que está latejado dentro da alma é a sede de Deus, que é universal. Até o que se diz ateu tem esta sede. Não há cultura sem alguma expressão religiosa, ou sem pensamento, em que se devote a fé. Essa sede não pode ser suprida com essas coisas. Só Jesus é que sacia a alma de Deus. Só Jesus é o caminho. A água que sacia a sede de Deus não é a água proveniente da natureza e nem produzida pelo homem. Ela só pode vir de Deus e já veio – Jesus, a fonte de águas vivas.

At 4:12 – E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

Somente Deus poderia solucionar o vácuo existente no coração do homem pela falta de Sua presença. Para tanto, Ele enviou Jesus, o Seu filho. A maneira de recebe-lo é pela fé. Crendo em Jesus a pessoa será salva e receberá O Espírito Santo no seu coração, que é como águas vivas que correrão sempre do seu interior. Não tendo mais o vazio mais essencial do homem, que é a falta de Deus. Agora o homem desejará se aprofundar nas águas do Espírito conhecendo Deus cada vez mais até chegar ao conhecimento pleno com a glorificação.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s