PASSANDO POR PERSEGUIÇÕES.

perseveranca2

1 Pe 2: 20 Porque, que glória será essa, se, pecando, sois esbofeteados e sofreis? Mas se, fazendo o bem, sois afligidos e o sofreis, isso é agradável a Deus.

As palavras acima foram escritas por um homem transformado – Pedro. Ele tinha negado a Jesus diante de uma criança, tinha cortado a orelha do servo sacerdote com uma espada. Mas, depois do seu encontro com Jesus na praia, e o derramamento do Espírito em sua vida, teve a sua vida radicalmente mudada.

Os crentes estavam sobre perseguição, muitos morriam, outros lançados nas prisões e outros perdiam suas propriedades. Pedro recomendava que se tivesse uma atitude positiva diante dessa perseguição. Pedro aprendeu a enfrentar a perseguição e a adversidade. Estava seguindo os passos de Jesus agora de forma corajosa e perseverante. Ele é um exemplo de como uma pessoa pode ser transformada pelo Poder de Deus e ter o caráter antes dúbio, depois, firme e resoluto. Em Cristo a história do “Eu nasci assim. Vou morrer assim” É quebrada.

Percebemos que o sofrimento do cristão não é necessariamente por uma semeadura ruim. Ele sofre também perseguições por servir a Cristo fielmente nesse mundo mau. Cristo nos alertou sobre esta verdade. O mundo que jaz no maligno faz uma série de oposições a Igreja do Senhor. A oposição manifesta-se de muitas formas, algumas bem violentas. Não devemos nos assombrar com essas coisas, como Jesus disse, primeiramente odiaram a Ele e ao Pai que o enviou. A vida cristã na prática resultará em hostilidade por aqueles que praticam obras das trevas. As obras da luz revelam a feiura das obras das trevas. As trevas se sentem denunciadas mesmo que não se denunciem através das palavras. As boas obras por si só fazem um contraste com as obras das trevas.

As boas obras têm resultados que sobrepujam a hostilidade que se opõe. Elas testemunham de Deus na terra. Preservando o mundo da podridão total. Mostrando Cristo como a esperança de uma vida de qualidade. Influencia aqueles que vivem nas trevas, que ao ouvirem também a Palavra de Deus se convertem a Cristo, indo para a Luz do Senhor. Anima aos crentes em Jesus a prosseguirem no seu caminho. Pedro refere-se a uma conduta ilibada num contexto que acaba provocando a perseguição, e até mesmo acirrando-a. Mas a graça de participar da obra de Cristo sobrepuja as consequências adversas das perseguições.

Jesus nas bem-aventuranças mostra que as perseguições pela causa de Cristo mostram o nosso afinamento com Ele e com Sua vontade. Tanto que devemos nos alegrar porque estaríamos nos juntando a tantas pessoas que nos antecederam, que também passaram por perseguições antes de nós.

Passar por tribulação pela causa de Cristo é agradável a Deus. Não porque Deus tem prazer no sofrimento do justo, mas porque é uma manifestação de amor a Ele, amor que é correspondido por Ele, e que foi demonstrado e provado primeiro por Ele. O fato de ser agradável não significa que vamos buscá-lo. A nossa busca é fazer a Vontade de Deus de forma resoluta, que gerará resultados, dentre eles as perseguições. Quando acontecer, lembre-se que Jesus passou por isto e venceu. Assim será conosco. Olharemos para o alvo, que é Cristo e suportaremos as afrontas, sabendo que as aflições do presente não se podem comparar com a Glória, que nos está reservada.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s