LEVANTAI-VOS!

levantar

O profeta Isaías alerta às mulheres de Jerusalém com relação há um tempo que estava por chegar de provação, quando haveria grandes necessidades. Ocorreria o cerco do Exército de Senaqueribe a Jerusalém. Elas estavam despercebidas deste tempo, acomodadas, por isto a palavra foi: – Levantai-vos. A prostração e a acomodação podem ter várias causas: autossuficiência, desânimo, tristeza, mágoa, perda etc. Precisamos ouvir a Palavra de Deus: Levantai-vos.

A falta de percepção da visão de Deus sobre a nossa real situação pode nos fazer acomodar como foi o caso dessas mulheres. Um exame aguçado a nossa volta nos trará o senso de necessidade que nos cerca. Podemos até não perceber a nível pessoal, mas o mundo em que estamos inseridos tem necessidades prementes e situações por acontecer que devem nos tirar da acomodação. O Deus que nos manda levantar tem poder para tirar aquilo que nos deixa prostrados. Ele mandou aquelas mulheres ficarem de pé tirando-as da inércia em que estavam e não percebiam o perigo iminente.

Deus também disse para elas: Ouvi a minha voz. A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus. A instrução e o conhecimento são adquiridos se ouvirmos atentamente a Deus. É da natureza dos filhos de Deus reconhecerem a voz do Seu Senhor. Para que ouçamos a Palavra ela vem acompanhada do poder de Deus assim compreendemos o que é dito. Lutero disse que os ouvidos eram os únicos órgãos do cristão, pois em decorrência da audição e fé na Palavra de Deus vem o resto.

Ao ouvirmos o ouvido não pode ser de mercador. Entrar por um lado e sair pelo outro. A Palavra de Deus foi: inclinai os ouvidos. Em outras palavras: obedecei. Sem dúvida a obediência ao Deus que nos manda agir deve ser praticada. Nenhuma das ordens de Deus é despropositada. São bênçãos para nós. É o melhor caminho. Deus não é um ser tirânico que se embriaga com o próprio poder e não pensa nos seus súditos. Deus ama seus servos e suas ordens são bênçãos para nossas vidas. Ouvir e não praticar é autoengano como disse Tiago.

Outra atitude que as mulheres deveriam ter é a da semeadura. Deviam semear. O profeta fala da felicidade de se semear junto as águas e de ter pasto para os bois e jumentos. O tempo de bonança é tempo de semeadura. O tempo de escassez e provação também. Deus fala através do profeta que depois da assolação viria a restauração. O deserto se tornaria um bosque. Para tanto, Deus nos chama para sermos cooperadores através da semeadura. Por mais difícil que seja temos que crer que o nosso trabalho em Deus não é em vão e que a semeadura trará resultados eternos pelo Poder do Espírito Santo.

Agostinho tem uma frase: “A esperança tem duas filhas lindas: a indignação e a coragem. A indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las”.

Reavive a tua esperança. Sair da acomodação é um imperativo. Os campos estão brancos para ceifa. Poucos são os obreiros dispostos e sem avareza. Você que está em repouso: levanta-te, ouça a voz do Senhor e inclina-se a voz obedecendo a Deus e semeie enquanto é dia. Assim serás bem-aventurado e verás o deserto ser reputado como bosque. O profeta afirma que depois da provação vivida pela cidade haveria um tempo de prosperidade. A conclamação Divina para sair do comodismo indica que Deus nos dá o privilégio de sermos cooperadores da Sua Obra para que as situações desoladoras sejam transformadas. Levantai-vos.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s