O CARNAVAL E OS VALORES CRISTÃOS.

confetes

A prática do carnaval fere os princípios da fé cristã. Muitos cristãos acham que o carnaval é exequível a sua fé, mas o que há é uma grande incompatibilidade. O que pouca gente sabe é que esta folia pagã tem o seu calendário definido em consequência de um sistema de cálculo elaborado pela Igreja católica.

Por essa metodologia, a igreja, primeiro, define uma de suas datas mais importantes, o domingo de Páscoa, quando comemora a ressurreição de Jesus Cristo. A partir daí, chega-se ao domingo de carnaval com uma fórmula simples: contam-se retroativamente sete domingos. O Carnaval é uma festa que é marcada pelo “adeus à carne” pois a partir dela se inicia o período da Quaresma na quarta-feira de cinzas.

Mesmo com essa relação cronológica, os valores exaltados no carnaval não têm nada com os princípios que norteiam a vida cristã. Aqueles que nasceram de novo não são mais dominados pelas concupiscências da carne. Diferentemente daqueles que não se converteram, que são rendidos as paixões e por ela dominados, o crente em Jesus tendo uma nova natureza enfrenta uma luta entre o espírito e as concupiscências da carne. Luta que não havia antes da conversão, pois a pessoa estava sob o domínio do pecado. A luta da carne é que a vontade do Espírito, que é fazer a Vontade de Deus, não se realize.

No carnaval os frutos da carne são cultivados e celebrados. Frutos de ordem sexual promíscua, impuros e lascivos. Frutos de ordem religiosa deturpadas como a idolatria e a feitiçaria. Frutos de ordem relacional como a inimizade, porfia, ciúme, discórdia, dissensão, partidos e invejas que só causam desagregação dos valores cristãos.

Paulo escrevendo aos Galátas afirmou que aqueles que vivem nas práticas dos frutos da carne não herdarão o reino de Deus. Não passaram pela experiência do novo nascimento sendo o comum por parte deles a prática dos frutos da carne.

Os que creem em Cristo não podem unir seus princípios aos frutos da carne da festa do carnaval. As qualidades produzidas pelo Espírito estão presentes naqueles que andam e dependem do Espírito Santo. O fruto do espírito afeta a vida com Deus, pessoal e relacional e como está escrito na Palavra: contra estas coisas não há lei. Pois, o fruto do Espírito não contende contra a Vontade de Deus, pelo contrário, é a manifestação do caráter de Cristo e da Vontade de Deus na vida do crente.

Os valores do carnaval fazem oposição aos valores de uma vida com O Espírito do Senhor. Andar em Espírito é tomar cada decisão na dependência do Espírito Santo a fim de não ceder as inclinações da carne e agradar a Deus. A carne não nos domina mais, mas pressiona-nos lutando contra o Espírito Santo que habita em nós. Andemos em Espírito e não cumpriremos as concupiscências da carne. Nesta luta que se trava entre a carne e o Espírito os que estão em Cristo são aqueles que pelo sacrifício de Jesus venceram o senhorio do pecado e de satanás e agora vivem para a Glória de Deus.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s