A FELICIDADE DE SER PERDOADO.

bem-aventurado

O homem veio a existência por um ato da Livre Soberana de Deus que lhe agraciou com a vida e com uma posição diferenciada em toda a criação. O homem foi colocado como administrador e tinha a liberdade de nomear as criaturas criadas por Deus. Deus ao criar o homem lhe deu orientações acerca do que deveria fazer. Como Criador suas orientações foram perfeitas e santas. Não foi uma atitude déspota e nem autoritária. Ao dar oportunidade do homem em escolher entre obedecer ou desobedecer mostrou que desejava ter um real relacionamento com o homem.

O homem em seu estado original foi criado perfeito e dotado de livre arbítrio. Deus colocou diante do homem muitas possibilidades e uma restrição de não comer o fruto da árvore da ciência do bem e do mal. Satanás, rebelde, tentou o homem para que este desobedecesse a Deus nessa questão e o homem desobedeceu perdendo a glória original.

O que aconteceu foi a escravidão. Uma metáfora acerca do pecado é do senhor de escravo. E o homem sem Deus e sem perdão é um escravo do pecado, de satanás. Deus não desistiu do homem. Poderia ter o eliminado. Mas, consciente de que haveria de acontecer e que aconteceu providenciou O resgate do homem por meio do Seu próprio Filho. O Filho de Deus se manifestou para desfazer as obras de satanás trazendo a libertação do homem dessa escravidão.

O perdão e a libertação da escravidão do pecado são obtidos pela fé no sacrifício de Jesus. Não há nada que o homem possa fazer a não ser crer em Jesus. Tendo recebido o perdão podemos chamar essa pessoa de justificada e  bem-aventurada. Conta-se que Agostinho escreveu o Salmo 32 na parede do quarto de dormir, e lia-o incessantemente, chorando. O salmo trata da alegria em ser perdoado. O versículo é: “BEM-AVENTURADO aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto”. Realmente é feliz o homem que crê em Jesus e sabe que através dEle seus pecados foram perdoados e que ele foi justificado diante de Deus. Torna-se filho de Deus por adoção e torna-se co-herdeiro com Cristo, seu Salvador e Remidor. É feliz aquele que creu em Jesus e foi achado por Deus. É ser feliz porque o maior problema do homem é o pecado que desordenou todas as coisas e gerou uma separação entre Deus e o homem intransponível para o mesmo. Receber a chance de recomeçar e receber poder para viver uma nova vida é a obra mais maravilhosa que o homem recebe de Deus através de Jesus. O milagre é de tal monta que o homem nascido de novo passa a responder com arrependimento os pecados futuros e se chegar a se desviar nunca encontrará satisfação, porque ele já conheceu a satisfação de viver em comunhão com Deus, por isto ele acaba voltando para Jesus, que é agora o seu lugar definitivo. Deus em Sua Graça providenciou o Reconciliador, Jesus, Seu Filho, que é o mediador entre Deus e o homem, fazendo com que tenha comunhão com Ele. Ter comunhão com Deus é sinal de vida. Olhar para trás e ver que o passado pecaminoso foi resolvido e olhar para frente tendo a convicção que estará com Deus eternamente é ser feliz. Ter a companhia do Espírito Santo guiando, fortalecendo e capacitando para a vida e testemunho é ser feliz. Saber que nada pode separar do amor de Deus que foi manifesto em Jesus e que aquele que crê vive esta realidade é ser feliz.

A consciência deste bem-aventurança deve nos fazer andar pelo caminho da santificação. O Preço que foi pago pelo nosso resgate foi alto demais, para que nos deixemos levar pelo pecado, que em nada se compara ao amor de Deus revelado por nós.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s