QUANDO O ORGULHO ATRAPALHA.

orgulho

O orgulho atrapalha e continua atrapalhando. Relacionamentos arruinados, empresas em bancarrotas e Países a beira do colapso por causa do orgulho. Desde Adão e Eva têm sido assim na história da humanidade. Por desejarem conhecer igual a Deus eles pecaram. Segundo o apostolo João a soberba da vida é um dos fatores que levam o homem a pecar como foi com o primeiro casal. Em nossa sociedade o  orgulho movimenta em boa parte os desejos e as atitudes da maioria que remam em sentido contrário a Deus. Tentando construir reinos privados que visam a glória de si mesmos em detrimento do Reino de Deus.

Diótrefes é um homem na Bíblia que atrapalhou o bom andamento da Obra do Senhor. Ele queria ter a primazia na Igreja a qualquer custo. Discordou de João não por causa do ponto de vista doutrinário, mas por ambição pessoal. Rebelou-se contra a autoridade apostólica de João, que tinha escrito uma carta para igreja que recomendava a Igreja hospedar missionários. Diótrefes destruiu a carta, impediu que os irmãos recebessem missionários e ainda expulsava os que o recebiam. Proferia palavras para impedir que alguém tivesse a primazia na Igreja que não fosse ele. Ele viu os missionários como uma ameaça ao seu primado. John Stot afirmou que a vaidade pessoal ainda está na raiz da maioria das dissensões em toda a Igreja local.

O povo de Edom também andou pelo caminho do orgulho. Eles se vangloriaram da derrota do povo de Deus para os babilônios, também ajudaram o inimigo e aproveitaram a oportunidade para roubar em Jerusalém (Ob v.13) Eles vivam nas cavernas das rochas, lá no alto das montanhas e por isso pensavam que nunca seriam derrotados, mas foram derrubados por causa do juízo Divino. O profeta Obadias profetizou sobre o pecado do povo e da consequente destruição que sofreriam.

Nabucodonozor foi um grande rei do Império Babilônico quando Babilônia estava no seu apogeu. Ele mesmo avisado por Deus para não fazê-lo se vangloriou da glória que teve deleitando-se na própria soberba e conquista. O orgulho foi um laço para ele que lhe atrapalhou. Deus executou um juízo na vida de Nabucodonozor que foi tirado do trono, do convívio com os homens e viveu 7 anos como um animal fora do Palácio ao relento sendo molhado pelo orvalho.

Poderia citar muitos mais exemplos de como o orgulho atrapalha a si mesmo, aos outros e afronta a Deus. Deus resiste aos soberbos e dá graças aos humildes. Devemos cultivar a humildade, que é o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus. O humilde entende que as primeiras posições são posições servidoras. É para servir a Deus e ao próximo que se é colocado na liderança, e não para ser utilizar egoisticamente das prerrogativas visando somente seu próprio benefício.

Os discípulos de Cristo também apresentaram dificuldades em compreender a diferença do modo de viver de Cristo em relação a outros líderes religiosos do seu tempo. Enquanto, os religiosos buscavam a glória dos homens Jesus buscava a Glória de Deus. Houve em alguns momentos entre os discípulos discussões por disputas de posições no futuro reino esperado por eles. Jesus usou como exemplo uma criança para falar de humildade e ensiná-los sobre a grandeza do Reino dEle.  Em outra ocasião Tiago e João pediram a Jesus que eles ocupassem uma posição de honra no Reino dEle e Jesus disse que não era assim, que a grandeza do Reino dEle era servir, que o menor seria o maior, e que Ele próprio não veio para ser servido, mas para servir. Foi conhecendo seus discípulos que Jesus antes de ser preso na ceia lavou os pés dos discípulos e recomendou que eles fizessem a mesma coisa que ele, ou seja, que tivessem uma vida de serviço a Deus a ao próximo e não cedessem ao orgulho vão.

Na verdade, até os dias de hoje ainda há esta tensão. O orgulho continua atrapalhando. Pessoas servem a Cristo com mente secularizada em busca de ascenção social por meio da religião. Tão diferente de Cristo que serviu, se doou e não se utilizou da popularidade para se regalar e tirar benefícios. A carta aos Filipenses que é uma carta de agradecimento mostrou que mesmo numa igreja boa acontecem contendas por causa do orgulho. A recomendação de Paulo foi que eles tivessem o mesmo sentimento de Cristo Jesus, que sendo Deus, não fez valer seus direitos a força, mas tomou a forma de servo e por isto a exaltação veio de Deus e não por meios compulsórios. A humildade precede a honra mesmo que o humilde não priorize a honra como faz o soberbo, que prioriza a glória vã e passageira, e cuja soberba precede sua destruição.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s