Arquivo da categoria: Escatologia

CONHECIMENTO DA PALAVRA.

palavra18

A Palavra de Deus é semelhante a um espelho. Ela mostra quem nós somos e como estamos. É necessário irmos todos os dias nela para comtemplarmos o nosso estado e fazermos as mudanças necessárias. Sem dúvida alguma, a Palavra de Deus é indispensável. Ela marcou e marca toda a história da humanidade porque não é um livro comum. É o livro de inspiração divina, que é a bússola para o homem se orientar. Revela a vontade de Deus através dos seus preceitos e narrativas.

A Palavra de Deus ao ser ouvida ou lida faz no coração a fé surgir. Tendo a fé, os olhos espirituais são abertos pelo Espírito, que faz a Palavra ser mais compreendida. É bom que se alerte que o verdadeiro conhecimento das Escrituras se dá pela ação do Espírito Santo. A sabedoria humana não acessa sem a iluminação do Espírito uma real compreensão das Escrituras. Por mais letrada que seja a pessoa, a profundidade bíblica não é acessada sem a operação do Espírito.

Na questão do conhecimento bíblico é autoengano buscar conhecimento da Palavra sem entender que ela deve ser praticada. Ser ouvinte ou leitor sem praticar é como construir algo sem fundamento. Não resistirá as dificuldades da vida alguém que apenas conhece suas letras, mas não pratica. Só trará mais frustação, pois conhece a verdade, mas nunca experimentou a verdade.

É necessário que haja diligência no estudo da Palavra. É necessário o aprofundamento. As riquezas da Bíblia são inesgotáveis. Tantos livros já escreveram e ainda vão escrever sobre a Palavra de Deus. A superficialidade é suscetível aos sofismas satânicos. A Palavra precisa se enraizar e aprofundar-se no nosso ser nos corrigindo e munindo para o enfrentamento dos ataques satânicos e circunstâncias da vida. Escrito isto, torna-se oportuno lembrar o salmista que nos alerta que guardar a palavra no coração prepara o crente para enfrentar a tentação. O Espírito Santo acha no coração do crente formas de lembra-lo a vontade de Deus. Quem crê, aceita e guarda a Palavra terá mais robustez e municiamento para passar pelas duras tentações.

A Palavra também é um dos meios mais poderosos de amadurecimento do crente. Não há crescimento sem o alimento da Palavra. A prática dela traz experiências poderosas que cooperam para o amadurecimento. Jesus é a Palavra de Deus que se fez carne. Jesus, sendo Deus, tornou-se homem e teve maturidade. Parte do crescimento dele se deu pela diligência com que lidava com as Escrituras. Já aos doze anos conversava com os doutores da lei. Ser semelhante a Jesus é nossa meta. Cada vez mais que nos aproximarmos do objetivo seremos mais maduros. Jesus como homem amadureceu pela diligência e prática das Escrituras. Assim devemos ser cada um de nós.

A Palavra de Deus tem abençoado as gerações que se sucedem e em todas as gerações se levantam pessoas para compartilhá-las. São pessoas que tiveram a experiência do novo nascimento através da pregação da Palavra e o convencimento do Espírito Santo. São pessoas cultas, outras nem tanto, mas são pessoas que nasceram na água (Palavra) e no Espírito Santo. O compartilhamento da Palavra é uma ordem, mas também é uma resposta natural de quem experimentou Jesus na vida. A ordem de Cristo foi: ide e fazei discípulos, ensinando guardar todas as coisas que eu vos tenho ensinado. A doutrina de Cristo é fonte de vida e nos dá capacidade de discernir os laços de morte. O conhecimento da Palavra precisa ser espalhado. Chegará o momento em que a terra será cheia do conhecimento de Deus quando Cristo governar a terra durante o milênio. Façamos a nossa parte a partir deste momento para que sejamos um instrumento cooperador da vontade de Deus na terra.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

FRASES POSTADAS NO TWITTER 32.

escatologia3

30 de out

Quem segue a doutrina de Cristo está edificando sua casa na Rocha. Está bem fundamentado. Pode ter a certeza que escolheu o melhor da existência.

01 nov

É tão triste chegar a uma fase da vida e chegar à conclusão que correu atrás do vento. Quem vive para Deus não verá a vida nessa perspectiva.

3 de nov

A sabedoria de Deus é pura e pacífica. Mesmo que haja conhecimento, se o sentimento faccioso e a inveja prevalecerem não é a sabedoria de Deus

4 de nov

Fala-se extremamente em fé, mas de forma distorcida. Fala-se em fé para ter seus problemas resolvidos, mas não se fala da fé que persevera.

4 de nov

Precisamos reconhecer o valor dos que estão próximos de nós. Procure olhar com os olhos de Deus. Ele não vê como vê o homem. Ele valoriza cada um.

5 de nov

Jesus não veio para contender. Nem para esmagar o esmagado. Nem para apagar o pouco de fôlego que resta. Ele veio para avivar, restaurar.

6 de nov

Andar na Vontade de Deus é andar a favor do fluxo da Vida. É viver do lado certo. É escolher a Vida, e a Vida Eterna. Faça esta escolha.

7 de nov

Muitos têm a promessa da Volta do Senhor por tardia. Temos que esperar com expectativa, crendo que seremos surpreendidos como está na Palavra.

8 de nov

Todo o cristão necessita da oração, leitura e meditação na Palavra de Deus, pois são meios de Deus dirigir a nossa vida.

10 de nov

Nossa veracidade deve ser tão coerente e confiável que não precisemos dar explicações para corroborar nossas palavras.

(O autor das frases é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

ESPERANDO EM DEUS

esperanca

Salmos 62:1- A MINHA alma espera somente em Deus; dele vem a minha salvação.

Não é fácil esperar! Muitos têm dificuldades! Creio que é necessário aprender em Deus a esperar. Aprende-se a esperar em Deus esperando.

Mas fica a pergunta: você espera em quem? Muitos esperam na sua própria carne, possuem uma autoconfiança exacerbada e agem como se tudo dependesse deles. É evidente que quando esperamos em algo normalmente precisamos fazer a nossa parte. Entretanto, não devemos fazer da nossa carne o nosso braço, ou seja, acharmos que sozinho alcançaremos. Outros esperam em alguém. Deslocam a sua confiança em pessoas com recursos e deixam de depender de Deus. Muitos também confiam no acaso. Creem que a sorte ou até mesmo uma conspiração cósmica agirá em seu favor. O salmista escreveu que espera em Deus e nEle devemos esperar. Esperar em Deus é esperar num Deus que é pessoal cujo caráter é Santo.

A Bíblia em Hebreus compara a esperança como uma âncora. A esperança dá estabilidade e firmeza. Também no salmista percebemos que a esperança traduz-se em palavras afirmativas e positivas. O salmista não escreveu que a salvação talvez venha, mas que vem, mostrando convicção. A esperança é uma das três maiores virtudes cristãs ao lado do amor e da fé. Temos esperança acerca do futuro, como por exemplo, a volta de Cristo, a ressurreição dos mortos e a glorificação. A nossa esperança é pessoal e vivencial, pois Deus é pessoal e nossa salvação será apropriada totalmente pela pessoa que crê e espera em Jesus.Maranata!!!

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

FUNDAMENTOS DA NOSSA ESPERANÇA.

ceu A fé que Paulo propaga está fundamentada na esperança da vida eterna (Tt 1:2), e esta esperança estava fundamentada no fato que Deus não podia mentir, ou seja, a esperança dele estava fundamentada no caráter de Deus. Nós que servimos a Cristo falamos da certeza do céu, da vida eterna, de que todas as coisas cooperam para o nosso bem. Será que sabemos o alicerce da nossa esperança? Qual é o alicerce desta esperança? Num mundo materialista, secularizado como o nosso, será que a nossa esperança não é louca ou vã? Citarei alguns textos bíblicos que mostram os verdadeiros alicerces de nossa esperança. Não somos loucos, alienados quando falamos da vida eterna, pois a nossa esperança está bem fundamentada.

1) A nossa esperança está fundamentada na santidade de Deus, afinal Ele não pode mentir.

Tito 1:2 – Em esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos dos séculos.

2) A nossa esperança está fundamentada no amor de Deus.

Romanos 8:31 e 32 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?

3) A nossa esperança está fundamentada na bondade de Deus.

Salmos 136:23 – Que se lembrou da nossa baixeza; porque a sua benignidade dura para sempre. (Deus não se esquece de suas promessas).

4) A nossa esperança está fundamentada no poder de Deus.

Romanos 4:21 – E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.

II Timóteo 1:12 – Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia.

5) A nossa esperança está fundamentada na imutabilidade de Deus.

Tiago 1:17 – Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.

6) A nossa esperança está fundamentada na fidelidade de Deus.

Salmos 36:5- A tua misericórdia, SENHOR, está nos céus, e a tua fidelidade chega até às mais excelsas nuvens.

7) A nossa esperança está fundamentada no fato de Deus ser Deus.

Números 23:19 – Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?

Temos muitos motivos para andar com a cabeça erguida. Crendo Naquele que vive, que ressurreto está. A esperança que temos não é a que simplesmente esperamos para o futuro, mas deve ser vivenciada no aqui e agora. No nosso presente a esperança deve estar presente fazendo com que lutemos hoje com a certeza de que o amanhã acontecerá plenamente em nossas vidas. “Porque Ele vive posso crer no amanhã”.

(O artigo é do Pr Eber Jamil, dono do blog).

AMANDO A VINDA DO SENHOR.

 

terremoto_chile1

A segunda carta de Paulo a Timóteo é uma carta de despedida. Paulo tinha o entendimento que sua morte aconteceria a qualquer momento. Porém não vemos nesta carta, amargura, desespero e frustração. Pelo contrário, vemos um homem com uma esperança: “já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto Juiz, me dará naquele dia (…) (2 Tm 4:8). Ele tinha a certeza que O Senhor voltaria e que ele ressuscitaria neste dia. Ele ainda complementa “…e não somente a mim, mas também a todos que amam a sua vinda” (2 Tm 4:8).

Aquele que ama a volta de Jesus possui esta esperança. A esperança de estar para sempre com Cristo e Dele receber o galardão. Você tem amado ardentemente à volta de Jesus?

Há um adormecimento escatológico na Igreja evangélica brasileira. Prega-se pouco sobre a volta de Jesus nos púlpitos, na TV, nas rádios etc. A ênfase da mensagem está voltada para a aquisição das bênçãos de Deus. É o que chamamos de Teologia da Prosperidade. A Igreja não clama, mas por Maranata (Ora, vem Senhor Jesus!), mas está como que dizendo: “Jesus não volta agora não, pois tenho muito para aproveitar aqui embaixo”. Por sua vez, os sinais da volta de Cristo se intensificam, nação contra nação, fome, falsos profetas, terremotos, a multiplicação da iniqüidade, falsos Cristos (Mt 24.5, 7, 11 e 12) e muitos outros sinais.

Paulo cita um ex-cooperador dele, Demas, que o abandonou porque amou o presente século (II Tm 4:10). Veja a diferença: alguns amam a volta de Jesus, outros amam o presente século (Mundo). Aqueles que amam a volta de Jesus possuem uma esperança. Aqueles que amam o mundo abandonam as fileiras do evangelho porque sucumbem as pressões. Aqueles de amam a volta do Senhor não temem a morte. Já aqueles que amam o presente século são fóbicos com relação à morte.

A quem você tem amado? À volta de Jesus? Ou ao presente século?

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).