Arquivo da categoria: Esportes

VENCENDO OS EMPECILHOS.

corrida

Gl 5:7 – Corríeis bem; quem vos impediu, para que não obedeçais à verdade?

Um grupo de judaizantes estava persuadindo aos gálatas (que eram gentios) praticarem a cerimônia da circuncisão que na verdade era só para judeus. Para os gentios que tinham aceitado o evangelho da Graça de Deus seria um retrocesso. Paulo no v. 7 de Galátas 5 compara a vida cristã a uma corrida e pergunta aos gálatas quem foi que os impediu de continuar correndo. Quando entregamos a nossa vida a Jesus começamos a carreira cristã. Durante a carreira podemos enfrentar empecilhos que atravancam a nossa corrida, e até mesmo podem gerar em nós desistência ou retrocesso. Segundo Paulo os gálatas tinham ganhado a liberdade e estavam se colocando novamente em servidão.

Gl 5: 1 – ESTAI, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.

Voltando a metáfora da corrida e do atleta podemos extrair lições preciosas sobre a carreira cristã. Vejamos outros textos bíblicos que se utiliza desta figura.

1 Co 9: 24- 27. Na carreira cristã é necessário empenho e abstenção. Os atletas desta terra se esforçam para ganhar uma coroa corruptível, já os atletas espirituais ganharão uma coroa incorruptível, assim deve ser grande o empenho e renúncia dos crentes em Jesus. O corpo, os sentimentos precisam estar sobre o domínio do Espírito Santo no crente de tal maneira que o atleta espiritual não venha ser reprovado durante a carreira.

Segundo Hb 12: 1 e 2 na carreira cristã são necessários livrar-se dos embaraços e tropeços, e olhar sempre para a meta – Jesus Cristo. O embaraço não é o pecado. São coisas lícitas, permitidas, mas que em desequilíbrio na vida do crente o atrapalha na carreira. Pode ser uma amizade, um namoro, trabalho, hábitos, que, muitas vezes, ocupam um espaço demasiado de tal forma que causa uma sobrecarga, peso e embaraço ao crente. O tropeço é o pecado que causa queda e tombo no servo de Deus. Uma queda durante a corrida machuca e atrasa, podendo prejudicar seriamente o desempenho do atleta espiritual. O crente deve correr sabendo que tem uma meta: ser semelhante a Cristo. Um dia todo crente em Jesus se tornará semelhante a Ele.

Na carreira cristã é necessário chegar ao final para receber a coroa de grinalda (II Tm 4:7 e 8). O crente deve se lembrar que a carreira cristã aqui na terra tem como objetivo chegar ao final. Não se deve querer parar antes do final. A missão que Deus deu deve ser completada e para isto é preciso empenho e perseverança. Chegando ao final o crente em Jesus receberá a recompensa (galardão). Receberá a grinalda da vitória. Aleluia!

Precisamos aprender com os atletas que se empenham, livram-se dos embaraços e chegam ao final da corrida. Assim o Senhor deseja que seja com a nossa carreira cristã. Continuemos a correr esta carreira até chegarmos lá!

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

"NÓS FAREMOS".

– “Nós faremos” ; foi a frase que muitas vezes foi dita depois do anúncio que a cidade do Rio de Janeiro sediará os jogos olímpicos em 2016. Depois numa conversa com a minha filha, ela comentou que está para ser lançado um filme catástrofe que diz que o mundo acabará em 2012. Essas frases juntas: nós faremos e o mundo acabará em 2012 são contraditórias. Como faremos as olimpíadas se o mundo acabará em 2012? Talvez você diga: mas é um filme catástrofe que faz esta projeção. Porém confesso que já recebi correios eletrônicos também com este boato.

Devo escrever que aprendi na Bíblia que não se deve datar o fim do mundo e a volta de Cristo, e assim creio eu. Portanto não caio na onda de filmes catástrofes e boataria da internet ou de falsos profetas que se levantam com as últimas escatológicas como Charles Taze Russel e tantos outros. Porém estas duas perspectivas contraditórias: nós faremos e o mundo acabará; mostram a verdade irrevogável que não sabemos o que acontecerá amanhã. Portanto não podemos nos ufanar acerca do futuro. Não quero dizer que às olimpíadas não serão realizadas, penso que serão, mas acompanhada desta projeção do futuro temos que colocar expressões: “se Deus quiser faremos”, “se Jesus não voltar até lá faremos”. Ou seja, devemos planejar, sonhar, lutar pelo amanhã, entretanto sem a arrogância auto-suficiente do homem de que as coisas simplesmente se realizarão porque assim falamos.

Acima dos governos humanos, existe um trono e Deus está neste trono. Sejamos, portanto, sempre humilde, e confiante em Deus. Para chegarmos a fazer algo precisaremos do seu assentimento, da vida a qual Ele é doador. Lembra da torre de Babel? “Edifiquemos um torre que chegue aos céus” e a construção parou no meio do caminho. Aconteceu isto porque foi um plano baseado na arrogância humana sem a aprovação de Deus.

Quero dizer que como brasileiro e morador do Rio de Janeiro estou alegre pela eleição do Rio para as olimpíadas de 2016. Fiquei feliz pela vitória. Porém, quis fazer uma reflexão sobre esta duas perspectivas contraditórias e procurei achar na Bíblia o equilíbrio destas duas perspectivas. Vou transcrever abaixo um texto de Tiago 4 que esclarece mais o meu pensamento.

“Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos; Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo. Mas agora vos gloriais em vossas presunções; toda a glória tal como esta é maligna.”

(O autor do artigo é o Pr Eber Jamil, dono do blog).

olimpiadas