Arquivo da categoria: Gratidão

TRÊS PALAVRAS IMPORTANTES PARA O NOVO ANO.

ano novo

Estamos no início de um novo ano creio que três palavras são importantes nesta ocasião: REFLEXÃO, GRATIDÃO E ESPERANÇA.

A REFLEXÃO é importante porque final de ano é tempo de retrospectiva, de balanço, para avaliarmos como foi o nosso ano. Precisamos ponderar sobre os nossos erros e acertos para planejarmos as nossas ações para o ano que se inicia.

A GRATIDÃO é fundamental. Ser grato pela vida, por mais um ano que Deus concedeu, e mesmo que tenhamos atravessado tempos difíceis a gratidão é sinal de cura, de que apesar das lutas o nosso coração não foi azedado.

A ESPERANÇA é algo que sempre deve nos mover para frente. Teremos, se Deus quiser, mais um ano pela frente. Portanto, a esperança será uma mola propulsora para avançarmos e conquistarmos os propósitos de Deus para nossas vidas.

Minha oração é que nesta virada de ano não te falte REFLEXÃO, GRATIDÃO E ESPERANÇA. Pensemos nestas palavras:

A REFLEXÃO é sempre necessária! Deus quer que façamos um autoexame a respeito da nossa vida para avaliarmos como anda nossa caminhada. Assim é muito pertinente quando isto acontece no término de um ano e no início de outro. Paulo por orientação de Jesus nos disse que antes de participarmos da ceia do Senhor devemos nos examinar a nós mesmos para que possamos discernir o corpo do Senhor que é simbolizado na ceia.

Como o autoexame físico nos ajuda a descobrir certas doenças, por sua vez, a reflexão sobre a nossa vida nos ajuda a pensarmos sobre a qualidade com que vivemos. Como anda a sua vida com Deus e com o próximo? Como foi para você o ano que passou? Quais foram seus erros e acertos? Aonde você precisa melhorar? As perguntas podem se multiplicar!

Creio que datas como estas são momentos para pararmos e avaliarmos o que passou e projetarmos aquilo que virá. Projetarmos de forma sempre dependente de Deus sem arrogância, sem uma autoconfiança exacerbada, mas ciente que sem Deus nada podemos fazer. Faça um autoexame!

Comece outro ano buscando a sabedoria de Deus, pois Ele dá liberalmente e aplique ela em sua vida praticando a prudência, a singeleza e a fé diariamente em todos os seus passos.

A GRATIDÃO precisa ser algo sempre presente em nossas vidas. Ela, sem dúvida, revela muito como está a nossa vida e quem nós somos. Não pode ser coisa do momento, mas uma postura constante. No terminar e iniciar um novo ano temos que ser gratos mesmo que o ano tenha sido difícil e mesmo que as perspectivas para este ano não sejam tão alvissareiras. Paulo recomendou pelo Espírito Santo: Em tudo dai graças, ou seja, nós que estamos em Cristo precisamos em todas as circunstâncias não deixar de ser grato.

A gratidão de quem vive em Cristo mostra que interiormente ele está pacificado e sabe que Deus tem o comando da história. Por mais que enfrentemos as supressas da vida, o fato de estar vivo e mais saber que não vivemos numa solidão existencial porque Deus está conosco em Jesus são razões mais do que suficientes para agradecermos.

Sem dúvida entre ter nascido e não ter nunca existido é preferível ter nascido. Somado o fato de ter sido achado por Deus em Jesus Cristo onde se encontrou o sentido da vida faz com que a vida seja elevada em muito a sua qualidade.

Exercite a gratidão. Pratique-a porque agradará a Deus, beneficiará a si mesmo e abençoará seus relacionamentos. Ela adoça a vida. Mostra que internamente a alma está curada. Gratidão é uma grande palavra para o ano novo!

O calendário, a noção do tempo que temos faz com que muitas vezes naturalmente na virada do ano a nossa expectativa acerca do futuro seja potencializada como se algo acontecesse todas vezes que mudamos de ano. Entretanto, a ESPERANÇA que é esperança supera as datas especiais e persevera em meio aos embates. A figura bíblica da esperança é a âncora, que ajuda ao navio se fixar em meio as dificuldades do mar e aportar em lugar seguro. Sem a âncora o navio fica sujeito aos caprichos do mar, do vento e assim fica a pessoa que não tem esperança à mercê dos ventos e da instabilidade das circunstâncias.

Se de alguma forma a esperança for fragilizada a vida também é. Se a esperança morre em vida é como uma morte em vida acontecesse também. Portanto, apegue-se em Deus e em Sua Palavra que consola e traz esperança. As promessas do Senhor são infalíveis! A partir do momento que cremos em Jesus nascemos de novo e ao nascermos espiritualmente é gerado em nós uma esperança viva porque Jesus Cristo ressuscitou dos mortos.

A esperança cristã não é vaga. Ela vem da fé, que veio da audição da Palavra de Deus, que é a Verdade. Portanto, podemos iniciar mais um ano nos sentindo seguros, pois os que creem em Cristo estão nas mãos dEle. Pode até “chover canivetes”, mas ninguém nos tirará das suas poderosas mãos. Seja bem-vindo Ano Novo!

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

Anúncios

ANO NOVO: NOVAS OPORTUNIDADES.

Ano-Novo blog

O tempo passa de forma inexorável e não temos controle sobre ele. O que podemos fazer é administrá-lo da melhor forma possível durante o momento em que ele acontece, ou planejar o tempo que possa ainda acontecer de forma sábia.

Com certeza um novo dia traz novas oportunidades. Também podemos falar assim acerca de um novo ano. A virada do ano evidencia o que acontece todos os dias quando o sol se levanta é como se ouvíssemos nesta ocasião: você tem uma nova chance! Um novo ano costuma trazer novas oportunidades e nos inspirar desta forma.

Os pastores antigos costumam dizer que a oportunidade é como um careca de topete quando passa por você é o momento de você segurar o topete porque talvez você não tenha mais oportunidade. Paulo aos Efésios escreveu: Olhai, portanto, cuidadosamente como andais, não como insipientes, mas como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus (5: 15 e 16). A ideia de remissão lembra redenção, lembra salvação. Remir o tempo é aproveitar cada oportunidade.

Temos que tomar cuidado com a procrastinação. Tem pessoas que tem por hábito procrastinar. Nem tudo é para fazer imediatamente, mas nem tudo devemos deixar para depois. O equilíbrio e a sabedoria são importantes. Alguém já disse: “o adiamento é o ladrão do tempo e o ladrão do tempo é o assassino da oportunidade”. É preciso ponderação. Aproveitemos o início de novo ano e aproveitemos esta nova oportunidade.

O passar do tempo, se bem aproveitado, pode se tornar um aliado para uma vida bem vivida, porque somaremos as lições aprendidas das nossas experiências aos desafios que se apresentarem. Gosto muito do salmo de Moisés de número 90 em que ele pede a Deus para ensiná-lo a contar os dias. Aprendamos com o tempo. Os acertos e os erros nos ensinam. Deus em Sua Palavra registrou muitos exemplos de homens, que devem ser seguidos e outros não, quanto ao que fizeram em suas épocas. Na história do próprio Moisés percebemos que ele passou por três tempos de 40 anos: no palácio de faraó, no deserto como pastor e no deserto como líder de um povo. Deus se utilizou das experiências dele e lhe outorgou poder sobrenatural para fazer a obra de Deus. Moisés aprendeu de Deus durante o tempo que viveu.

Valorizemos cada minuto que Deus nos dá. Como era falado na Rádio Relógio Federal: cada minuto que passa é um milagre que não se repete. A valorização pode se dá através da gratidão a Deus. Através da doação de si mesmo a Deus e ao próximo sempre fazendo o melhor enquanto é tempo. A valorização pode se dar através da boa utilização do tempo e gastando-o com o prioritário, necessário e útil.

Consideremos os princípios da Palavra de Deus porque qualquer estilo de vida fora dela é um estilo sem alicerce sólido e eterno. Na vida as tempestades fazem parte, se observarmos das Escrituras teremos a segurança de estar no rumo certo com uma prática adequada. Sem dúvida, o aproveitamento das oportunidades não deve ser de qualquer forma. A Bíblia é o melhor dos manuais, mais eficiente que qualquer GPS e do que o Waze. Aproveitar as novas oportunidades é aproveitá-las com a sabedoria do alto, a sabedoria que Deus dá e revelou em Sua Palavra.

Que neste novo ano com as novas oportunidades seja uma grande ocasião para que nós nos envolvamos com a nossa família, igreja e sociedade de forma agradável a Deus e sábia diante dos homens.

( O autor do artigo é o Pr, Eber Jamil, dono do blog).

O NATAL E O FRESCOR DA MENSAGEM.

natal

A medida que os anos passam muitos podem perder o frescor dos seus primeiros natais. Alguns ficam bem nostálgicos por natais que passaram e perdem o entusiasmo pela data. Lembram de músicas, das festas anteriores, de presentes que receberam etc. Na verdade, deveríamos entender, que por mais que tenhamos passado vários natais, e há mais de dois mil anos atrás Jesus nasceu, a mensagem do natal é sempre revigoradora. É sempre nova. A mensagem natalina não fica embolorada.

Paulo fala que o natal aconteceu na Plenitude dos tempos, ou seja, no momento certo da história dominada por Deus, que é Soberano sobre tudo. Jesus teria que ter nascido naquela época. Houve o Kairós de Deus para a humanidade naquela ocasião. O fato de ainda estarmos falando deste acontecimento mostra que era propósito de Deus, que assim fosse, e que a mensagem de Deus tomando a forma e a natureza humana é o maior divisor de águas da História. Sendo assim pertinente até nossos dias. Essa encarnação de Cristo mostra o quanto Deus ama e se importa com a humanidade.

A simplicidade do nascimento de Jesus deve reverberar em nossas festas atuais. A dificuldade que José e Maria encontraram para se hospedar. O fato de só terem encontrado uma estrebaria. A cama de Jesus ter sido uma manjedoura com os animais por companhia. O anúncio dos anjos que não foram feitos as grandes personalidades da época, mas aos pastores. Todos estes fatos mostram que a universalidade do natal. Pois como já falaram; pintes a tua aldeia e serás universal. A comemoração do natal para ser comemoração do natal precisa da simplicidade do coração contrito e não de tantas coisas que incorporamos em nosso tempo que não fazem parte do Natal, do nascimento de Jesus.

A oposição que Cristo sofreu por ocasião do seu nascimento por Herodes mostra também a tensão sempre latente da humanidade entre nascimentos e mortes. Todos dias nascem pessoas e outras morrem. Mas, a mensagem natalina mostra o triunfo da vida apesar da malignidade do diabo e do sistema mundano dominado por ele. A oposição em nosso tempo ganha outras formas, mas continua. O consumismo, as mentiras, as glutonarias, bebedeiras de certa forma tentam diminuir a mensagem de Deus sendo homem entre nós, mas não prevalecem.

A adoração dos reis magos, todo o sacrifício que eles fizeram e a fé que os moveram de terras tão distantes apontam que para Jesus devemos sempre oferecer o melhor. Os presentes proféticos que eles ofereceram mostram muitos sobre Cristo. O ouro indica que Jesus é Rei. O incenso mostra a Divindade de Cristo. A mirra aponta para a crucificação de Cristo. A adoração a Cristo precisa ser com o melhor e com conteúdo. Não podemos ouvir de Cristo o que a samaritana ouviu: vós adorais o que não conheceis. Depois ela conheceu que Jesus era o Messias e divulgou para seus conterrâneos a mensagem tão poderosa.

Celebre a ocasião do natal. A questão não é qual é a data Jesus nasceu, pois sabemos que não foi 25 de dezembro. A questão é que Jesus nasceu. O Emanuel esteve conosco e é Deus conosco. A questão é que você tenha tido também o seu natal. Não me refiro ao seu nascimento, mas ao seu novo nascimento. Que você tenha tido o natal da fé e a compreensão do significado do nascimento, morte e ressurreição de Jesus. Pois, se assim aconteceu você nasceu de novo!

Deus renove a sua alegria neste natal. Natal é sempre novidade. Tem sempre o frescor da Boa notícia. Foi como os anjos proclamaram: Não temais, porque eis que trago novas de grande alegria, que será sinal para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje O Salvador, que é Cristo, o Senhor. Grande notícia! Bendita intervenção Divina! O Messias já veio! E viveu entre nós! Foi vista a Sua Glória, como a Glória do unigênito do Pai, cheio de Graça e de Verdade. Louvado seja O Senhor!

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

É DANDO QUE SE RECEBE.

presente

A expressão “é dando que se recebe” no seu sentido literal não é bíblica. É uma frase atribuída a São Francisco de Assis em uma oração e muitos a interpretam de vários modos. Na Bíblia o versículo que se aproxima da expressão é Lucas 6:38 –Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo.

Para mim fica evidente que a frase dele no seu sentido original não é utilitarista, egoísta e pragmática como muitos a usam. Ela precisa ser entendida com a palavras de Cristo citada pelo apóstolo Paulo:  “Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber” (Atos 20:35).

Não posso negar a lei da colheita citada na Bíblia, que afirma o que o homem semear isto também ceifará. Entretanto, o dar não deve ter como objetivo o recebimento. O dar é uma doação, uma entrega e o seu objetivo é compartilhar, doar-se junto com a doação. Não podemos nos utilizar da expressão é dando que se recebe como um toma lá e dá cá. A doação deve ser movida pelo amor e não pelo espírito de barganha. Foi por isto que Jesus disse: quando deres um jantar, ou uma ceia, não chames os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado (Lc 14:14). Por sua vez, a reciprocidade não será realmente uma reciprocidade se não for uma resposta de amor ao amor recebido. Como escreveu Paulo na primeira carta aos coríntios capítulo 13: o amor não busca os seus interesses.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

A ESPERANÇA E O ANO NOVO.

esperanca8

Há esperanças e há a Esperança que é fruto da ação de Deus em nossas vidas, sendo uma das maiores virtudes cristãs. As festas de fim de ano mexem com muitos sentimentos em nós, mas em algum desses podemos depositar a nossa esperança? Será que nossos sentimentos são bases para a nossa confiança? Será que a virada do ano em si traz uma nova fase em nossa vida? As questões são: temos uma esperança dada por Deus? Ou uma esperança natural? Quais são as fontes de esperança?

Alguns chamam de esperança o que não é esperança cristã. Alguns pensam que esperança é crer que algo acontecerá de forma vaga e sem convicção. Tal sentimento muitos têm relação ao próximo ano: sonhos, planos, que esperamos que aconteçam, que desejamos, mas não há certeza quanto a realização.

Outros creem em relação ao futuro baseando-se nas suas poses, posição, estabilidade, que parece ter alcançado. Tal sentimento não é esperança, é arrogância, e tal é maligna, porque baseia-se em si mesmo. É uma esperança selfie, que na verdade é em si e para si.

Ainda por esse caminho, a esperança de muitos baseia-se em outrem ser humano. Deposita suas expectativas na ação de alguém. Às vezes baseia-se em promessas feitas, mas quem poderá garantir a concretização? O próprio homem não pode. Maldito é o homem que faz de si mesmo a sua força, e só conta com ele mesmo.

Há a esperança também em algum tipo de meio ou instrumento que nós pensamos nos habilitar para a realização do nosso sonho, como: dinheiro, trabalho, herança, poupança etc. Porém, todas estas coisas são sujeitas a intempéries e desgastes. Além disso quem nos pode garantir que teremos eficiência necessária para manusearmos esses instrumentos a tal ponto de conquistar?

A esperança cristã é ter convicção em Deus, em Sua Palavra. A fé é a certeza das coisas que se esperam. A Esperança é a fé em ação com relação ao futuro. É ter convicção. É viver ancorado em meio ao turbilhão da existência. É crer no amanhã. É saber que Jesus é a Ressurreição e a Vida, quem crê nEle ainda que esteja morto, viverá. A Esperança cristã não é difusa, não tem uma visão opaca, nebulosa. Ela vislumbra aquilo que já foi revelado há muitas gerações. As gerações se sucedem e comprovam que a esperança que temos não é vã. O fato de Jesus ter ressuscitado dos mortos nos dá a certeza, que essa inimiga da humanidade, a morte, não calará a continuidade do Povo de Deus.

Neste fim de ano não sabemos o que nos acontecerá em relação a esta vida terrena. Porém, temos esperança (convicção) que nada nos separará do amor de Deus e que para nós sempre haverá um amanhã, pois temos a vida eterna, que transcende a vida física. Temos a esperança que a obra de Deus na nossa vida não fica inconclusa, Ele concluirá.

Termine o ano alimentando-se da Palavra de Deus. Assim a sua esperança também será alimentada. Nenhuma circunstância por mais difícil que seja tirará de nós a convicção (esperança), que teremos sempre um amanhã, pois a vida eterna já começou, quando cremos, e nunca terminará. A esperança cristã é bem fundamentada pois está alicerçada em Cristo, a Pedra Angular, que viveu entre nós de forma vitoriosa e voltará para nos buscar.

Inicie o novo ano com garra, com coragem de avançar para as metas colocadas e vocacionadas por Deus em você. A nossa alegria está associada com a relação que temos com os nossos propósitos de vida. A esperança tem tudo a ver com a alegria, pois sem esperança não se está vivendo, a pessoa está morta por dentro. Viver é viver com esperança. Impulsionado pelo desejo de alcançar o que Deus colocou no coração.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

O SENTIDO DO NATAL.

natal8

Não me importa se houver pinheiros enfeitados ou não
Não me importa se houver troca de presentes ou não
Não me importa se houver luzes cintilantes ou não
Não me importa se houver banquete ou não.

Só quero ser livre e que seja livre toda a gente
Para viver esta festa de uma forma bem contente
Cantando e contando o sentido do Natal
Com gratidão no coração, sim, isto é fundamental!

Mas, se houver pinheiro, que ele revele a sombra da cruz
E que qualquer lembrança seja o melhor presente que nos é Jesus
Que cada luz piscante seja o símbolo da estrela no Oriente
Que nos faz ajoelhar e no Menino ser crente!

E, se para alguns, o Natal estiver triste, a mesa vazia, a lágrima a escorrer
Há um consolo, um bálsamo bendito
Que pode tornar o dia mais bonito
O aniversariante do Natal também sabe o que é sofrer…

E que venha o Natal, em todo o seu Verdadeiro sentido
Enfeitado ou não, bem ou mal vestido
Só quero que haja, em meu e em seu coração
Um desejo crescente, uma linda canção…

“Rei da paz, Rei de amor é Jesus, o Salvador.
Vinde todos lhe rogar que nos venha abençoar.
Deste mundo a luz é o Senhor Jesus.”

Elizabete Bifano – postado no facebook

FRASES POSTADAS NO TWITTER 43.

fe14

20 de fev

Na nossa vida precisamos orar a Deus para enxergamos as coisas de uma perspectiva celestial. Se assim ocorrer toda nossa visão será aclarada.

21 de fev

Ao cumprir a missão Jesus deixou também uma missão para sua igreja. Somos mais do que divulgadores do evangelho, somos testemunhas.

22 de fev

Já estamos crucificados com Cristo, e agora vivemos em novidade de vida. Não aceitaremos a proposta de satanás de um evangelho sem cruz.

23 de fev

O caminho da obediência é o caminho de Deus. Os atalhos levam a destruição.

24 de fev

A Igreja cristã tem a marca da benção de Deus. Há sinais que a Graça do Senhor está se manifestando, como a salvação de vidas.

26 de fev

O Senhor Jesus nos quer ver de pé. Ele manda que você levante, e tem poder para tirar o que te deixa caído. Ele levanta o pobre do monturo.

26 de fev

A oração deve ser a primeira atitude,e não o último recurso.Muitos só oram quando exauriram todas as forças.Quem faz isto perde muito tempo.

27 de fev

A restauração começa com a audição da Palavra de Deus que gera fé ressuscitando a esperança outrora perdida.

28 de fev

Quem se aproxima de Cristo se aproxime com fé. Crendo que Ele pode realizar o impossível.

1 de mar

Aprendemos na Bíblia que a murmuração não é uma boa decisão na hora do deserto.A Gratidão a Deus deve ser mantida em qualquer circunstância.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).