Arquivo da categoria: Humildade

O INCONFORMISMO QUE É DE DEUS.

sede de deus

O inconformismo pode ser desagradável de sentir, mas a consciência de que não se está bem pode ser o resultado do trabalho do Espírito Santo na pessoa que está sendo convencida a ter uma mudança de vida. O pecado tem no início um efeito letárgico. Há um lapso de tempo até o indivíduo ter uma exata noção da gravidade do seu ato. No início do arrependimento ocorre a melhor das quedas quando a pessoa “cai em si” e percebe a sua real condição que estava nebulosa pelo efeito do pecado cometido. Ele sente sua pecaminosidade e inadequação que leva ao inconformismo consigo mesma. É a tristeza segundo Deus que leva ao arrependimento, que é sentida pela ação do Espírito Santo.

Alguns por sua jactância e endurecimento resistem a ação do Espírito e enfrentam a situação do pecado com saídas que enganam a si mesmo, tais como o viés ritualístico religioso ou por ações e sentimentos autopunitivos. Piorando seu estado pois se alastram na alma e até no corpo físico.

O homem não consegue resolver o problema do pecado. Seu estado é incapaz de fazê-lo e incapaz de senti-lo por meios próprios o arrependimento, o inconformismo, que leva a Jesus. Se Deus não convencer não lhe é possível.

Além do arrependimento o inconformismo pode anteceder um avivamento. O povo antes do avivamento tem a consciência de que seu estado é aquém da vontade de Deus e não fica satisfeito com isto. Junto com o quebrantamento, o inconformismo diante da crise são terrenos, que O Senhor está preparando para avivar e renovar.

No meio cristão o inconformismo na maioria das vezes é associado a rebeldia e murmuração, e pode ser assim. Entretanto, como tenho mostrado ele pode anteceder ao arrependimento, ao avivamento e a uma vida mais plena.

Sim, antecede a vida plena também. Pois, o desejar mais de Deus, mais do Seu Espírito pode ser fruto de uma consciência que há mais de Deus para receber e se aprofundar. É o desejo essencial de realizar a Vontade de Deus em sua vida de forma semelhante a fome que deseja o alimento. Deseja-se nada menos do que a vida abundante que Cristo conquistou: abundante de paz, contentamento e direção do Espírito.

A vida plena é quando se vive na plenitude do Espírito, quando a pessoa é cheia do Espírito, e chegou a maturidade espiritual, que é a amizade com Deus, que tem a marca da obediência, do temor e do companheirismo. A pessoa discerne as coisas espirituais com as espirituais não sendo levado pelos ventos das heresias que demovem os meninos na fé. Na amizade com Deus há um maior entendimento da vontade de Deus, pois a pessoa apresenta-se diante de Deus como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, não se conformando com este mundo e tendo a mente renovada pela Palavra de Deus.

Com estas afirmações chegamos a conclusão que Deus em Sua Soberania usa certas circunstâncias que parecem ser obtusas, não afinadas com nossa história para que o nosso coração venha ser transformado. Já para aqueles que conhecem a Jesus a crise, o inconformismo tira a pessoa de uma possível zona de conforto que leva a uma maior busca pela vontade de Deus, que é saciada em Cristo.

( O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

FRASES POSTADAS NO TWITTER 61.

avivamento

Em todos os avivamentos haverá arrependimento porque O Espírito Santo desnuda a situação da Igreja e reascende a chama do primeiro amor. 19\03\2017

Se você reconhece que está aquém do que Deus gostaria e que precisa de uma renovação você já deu o primeiro passo em direção ao avivamento. 20\03\2017

A arrogância como projeto base de um projeto de vida é maligna porque não dá glória a Deus, mas dá glória a si mesmo. 27\03\2017

Quando se está sofrendo admitir para Deus que está doendo é um passo para a cura. Não devemos recalcar, ficar sofrendo calado. Deus é nosso amigo. 05\04\2017

Entender que a criação manifesta a Glória de Deus e que o homem recebeu a posição honrosa de administrador leva-nos ao louvor e a adoração. 08\04\2017

Crer em Jesus não é crer ou viver de forma superficial. Crer em Jesus é mergulhar de cabeça. Deus não deseja nada menos do que tudo para Cristo. 10\04\2017

Perdão é uma atitude que desprende as emoções das situações. Não é que as lembranças deixarão de existir, mas não se terá o mesmo sentimento. 12\04\2017

Deus certamente “balançará” a vida do ortodoxo não praticante. Para que desperte da sua incoerência e venha viver uma vida mais condizente. 18\04\2017

Ao se deparar com pessoas fechadas, que parecem estar obtusas para o Evangelho lembre-se que para os homens é impossível, mas não para Deus. 19\04\2017

Temor a Deus, sim e sempre. Mas medo, não. O perfeito amor lança fora o medo. Quando a Bíblia fala em temor e tremor está falando de respeito. 20\04\2017

(O autor das frases é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

2017: CHEGA DE RELIGIOSIDADE EXTERIOR.

0001001adorar_man31

Costumamos no final de ano e início de outro estabelecermos metas para alcançarmos. Não pensando somente nas metas naturais e materiais, alguns têm objetivos espirituais. Como por exemplo, o aprofundamento do relacionamento com Deus.

Quem pensar assim não poderá deixar de considerar a oração como prioridade. Os religiosos tendem a se apegar as formas esquecendo-se da essência. Assim, muitos oram em formas que eles pensam serem eficientes e deixam de orar em Espírito e em Verdade. Outros são capazes de orações pirotécnicas diante dos outros e quase manifestação nenhuma no particular.

Vamos dar um basta na religiosidade exterior sem vida por dentro. Rasgue seu coração rasgando as vestes ou não. Quebrante-se. É aquele que deseja a Deus e não os aplausos, quando ora crendo em Jesus, que recebe a recompensa do Pai que tudo vê. Tudo que está oculto será revelado. Religião sem vida por dentro será descoberta. Se a nossa oração só for fachada sem fundamento, um dia cairá.

A parábola do fariseu e o publicano ilustra este tipo de mentalidade. O fariseu orava a Deus, mas o foco era si mesmo, Deus para ele era um meio e não o propósito. Já o publicano consciente de quem era, nem olhou para o céu, bateu no peito e pediu misericórdia, pois não justificava a si próprio. Quem foi aceito na oração por Deus foi o publicano.

Se vives como o fariseu, ainda tens tempo de se arrepender. Confesse a Deus seu autoengano e peça a Ele para que em 2017 sejas um autêntico adorador que o adore em Espírito e em Verdade, sem a falsa religião da mera aparência exterior.

 (O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

NOVA VIDA.

novavida2

Em nossa vida cristã precisamos aprender que precisamos desaprender. Quando nascemos de novo o antigo modo de viver é abandonado. Passamos a viver de uma nova maneira. O pensamento muda. Tal mudança é resultado do Novo Nascimento, que é espiritual, que ocorreu quando se ouviu a Palavra de Deus, e creu, assim O Espírito Santo nos fez nascer de novo.

É uma nova vida que como uma criança precisará de alimento para desenvolver-se e crescer, tendo a garantia de segurança eterna, pois é vida eterna. Uma nova vida que se desenvolverá com o processo da santificação dia após dia. Vivendo um dia de cada vez antevendo a Glória prometida.

Só aprenderá a desaprender a pessoa humilde. É preciso reconhecer que os pensamentos da velha vida que nos dominavam não são mais por quais devemos ser guiados. Portanto, a carreira cristã deve ser vivenciada com humildade e submissão a Deus e a Sua Palavra. Sempre dispostas a avançar para as coisas de Deus e deixar as coisas que não são. O pensamento secular que graça nesse mundo não dita mais a nossa conduta. São os princípios da Palavra de Deus que são nossos parâmetros.

Agora se vive num mundo visível, atentando para um mundo invisível, pois se vive agora pela fé. A realidade espiritual outrora obscurecida nos foi revelada através de Cristo, que nos deu capacidade de aprender a Sua Palavra, a doutrina que deve conduzir a nossa vida. A Palavra não só é um manual de vida prático, mas também a revelação do que há no mundo espiritual que os nossos olhos não veem. Proporcionando-os uma vida esclarecida em todos aspectos. Portanto, a nossa mente precisa ter sido transformada e disposta a passar por uma renovação constante.

Outra importante questão é o que valorizamos, o que somos apegados, o que consideramos como princípios da vida. Sem dúvida antes de Cristo no nosso pensamento entenebrecido não tínhamos a clareza da Vontade de Deus, pois éramos dominados pela ditadura da nossa própria alma. Com a conversão a ditadura acabou, mas se tornou necessário aprender a viver com a prevalência e influência do espírito sobre a alma. A vida com Deus prepondera sobre os aos desejos da alma.

Portanto, a vida que agora se vida é pela fé, Fé em Jesus, e em Sua Palavra, que revela O Seus Triúno. Num mundo onde as circunstâncias são tão alternantes a fé em Jesus traz estabilidade como também a âncora da esperança. A fé está fundamentada, pois é alicerçada na Palavra de Deus que tem sido comprovada por várias gerações. Não vivemos mais pelas emoções, circunstância, mas pelo que cremos.

Uma vida que entende que o Temor a Deus deve nortear todos os passos. Pois, todos os salvos prestarão contas de suas obras. Sendo salvos pela Graça, mas galardoados ou não pelas obras. O temor é o princípio da sabedoria e fará com que a vida trilhe caminhos certos em meio a tanta incerteza nesse mundo. O temor leva a prática de uma vida sábia que precisamos. Saber discernir por onde anda, saber para onde vai, andar em passo seguros, é tudo o que precisamos.

Rejeite uma vida sincrética que mistura o antigo modo de viver secular com a nova vida em Cristo. Você é nova criatura. Portanto, viva o novo e seja transformado pelo Espírito Santo a cada dia numa pessoa mais parecida com Jesus abandonando as velhas coisas e vivendo as novas. Precisamos desaprender a cada dia o velho modo de pensar e ser santificado pelos pensamentos de Deus que estão na Palavra.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

FRASES POSTADAS NO TWITTER 50.

jesus23

8 de jul de 2015

Os filhos de Deus têm as marcas de que são filhos de Deus. Portanto, devem se guardar de toda espécie de idolatria.

10 de jul de 2015

Quando se ora por avivamento admite-se que há uma insatisfação com o momento espiritual.Há o reconhecimento de uma necessidade de mudança.

11 de jul de 2015

Quem acha a resposta para a pergunta: quem é Jesus, e crê nele, encontra a essência de existir e viver nEle.

12 de jul de 2015

Diz o ditado popular que o pior cego é aquele que não quer ver. Um dos piores enganos é o autoengano.

13 de jul de 2015

No Reino de Deus é diferente. O virtuoso é o humilde. É aquele que se converteu e se tornou como uma criança, que é o que é.

14 de jul de 2015

A vida que se tem em Jesus é uma vida com significado, missão e abundância. Quando temos Jesus irradiamos a Vida que Ele nos dá para outras pessoas.

15 de jul de 2015

Saber que Deus nos criou não pode ser um conhecimento estático, que ficou no passado, mas dinâmico como a vida que Ele deu.

16 de jul de 2015

A rejeição é um dos sentimentos mais difíceis de superar. Jesus foi rejeitado por muitos, mas não se amoldou para ser aceito pelos que o rejeitavam

17 de jul de 2015

Quem está em Cristo pode em todas as circunstâncias dar graças a Deus por Sua Providência, muitas vezes misteriosa, mas sempre em execução.

18 de jul de 2015

Ao invés de cairmos nas armadilhas da autoafirmação deixemos que a Luz de Cristo fale mais alto através de nós.

(O autor das frases é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

SERVIR É A NOSSA MISSÃO,

servir2

Jesus na última ceia com os discípulos demonstra uma inversão de valores: o maior deve servir. Ele lavou os pés dos discípulos tendo consciência da Sua Divindade, que era um serviço para os escravos fazerem. Jesus o fez. Ele tinha ciência de quem era, da sua posição, aceitou até adoração, em outros momentos, que era seu direito, pois era e é Divino, mas mostrou que tinha vindo para servir.

O apóstolo João antes da descrição e explicação do ato de Jesus afirmou que Ele amou os seus discípulos de forma perseverante. Mostrando que a atitude de servir é um ato de amor e não um fim em si mesmo, ou uma forma de ganhar “status” de humilde perante os outros. Servir tem que ser fruto do amor. Afinal, o amor é prático, sendo uma das suas manifestações o serviço a Deus e ao próximo.

Estamos acostumados a ver pessoas se valerem das suas posições de proeminência para tirar proveito, vantagem dos seus liderados. Quem galgar a um posto de liderança saiba que deve ser servidora. O primeiro é aquele que deve ser o que mais serve. O gesto de Jesus foi revolucionário. Subverteu os princípios seculares que os discípulos estavam acostumados.

Pedro teve dificuldades em entender o gesto de Cristo. Dificuldade que a maioria da humanidade tem. O entendimento que a grandeza é servir é compreendido por poucos. Na cultura brasileira existe a expressão: “jeitinho brasileiro”, que seria levar vantagem em tudo. Boa parte dos homens entendem assim, e poucos entendem que na percepção divina o maior deve servir. Não é “coisa de bobo” servir, mas uma missão. Como é comum ser postado no facebook: “ministério não é ser visto, mas serviço”.

Respondendo a incompreensão de Pedro, Jesus se valeu dessa prática também para falar de purificação. Mostrando que os seus servos que já foram limpos deveriam agir de forma desapegada da glória humana, do status da sociedade, e apegar-se aos valores de Deus. Quando os pés forem sujos pelas influências do mundo devem ser lavados.

Muitos ministérios se desvirtuam neste ponto. Começam de forma abnegada, desinteressada e desviam por causa da vaidade, da fama e da avareza. Jesus recomendou que esta demonstração dele fosse entendida e praticada pelos seus discípulos. Muitos entendem literalmente e acham que o lava-pés deve ser uma prática rotineira na igreja, mas a questão é que o espírito de humildade exemplificado por Cristo deve ser praticado por seus servos.

Quando no cumprimento do “Ide” de Jesus devemos fazê-lo no espírito de servir as pessoas que ainda não conhecem a Cristo. Quando no exercício do discipulado em todas as nações devemos ser humildes sabendo que os discípulos são ovelhas de Cristo. Quando no exercício da liderança lembrar que a autoridade conferida visa conferir possibilidades de servir melhor. Quando você ficar conhecido por sua conduta que as pessoas deem glórias a Deus por Ele ter feito isto em você.

Servir alguém não é um favor que prestamos a alguém, mas um privilégio. Fazer a vontade de Deus é um galardão que Ele nos dá quando fazemos esta escolha. A vida passa rápido para gastarmos com coisas fúteis. O melhor da vida é entender a grandeza do Reino, que excede a todas as glórias deste mundo. O melhor da vida é a subversão dos valores celestiais que são diferenciados dos valores terrenos, que são finitos. A glória de Deus é que sirvamos a Ele e ao próximo de coração.

(O autor do artigo é o Pr. Eber Jamil, dono do blog).

O SENTIDO DO NATAL.

natal8

Não me importa se houver pinheiros enfeitados ou não
Não me importa se houver troca de presentes ou não
Não me importa se houver luzes cintilantes ou não
Não me importa se houver banquete ou não.

Só quero ser livre e que seja livre toda a gente
Para viver esta festa de uma forma bem contente
Cantando e contando o sentido do Natal
Com gratidão no coração, sim, isto é fundamental!

Mas, se houver pinheiro, que ele revele a sombra da cruz
E que qualquer lembrança seja o melhor presente que nos é Jesus
Que cada luz piscante seja o símbolo da estrela no Oriente
Que nos faz ajoelhar e no Menino ser crente!

E, se para alguns, o Natal estiver triste, a mesa vazia, a lágrima a escorrer
Há um consolo, um bálsamo bendito
Que pode tornar o dia mais bonito
O aniversariante do Natal também sabe o que é sofrer…

E que venha o Natal, em todo o seu Verdadeiro sentido
Enfeitado ou não, bem ou mal vestido
Só quero que haja, em meu e em seu coração
Um desejo crescente, uma linda canção…

“Rei da paz, Rei de amor é Jesus, o Salvador.
Vinde todos lhe rogar que nos venha abençoar.
Deste mundo a luz é o Senhor Jesus.”

Elizabete Bifano – postado no facebook